Publicidade

Publicidade

23/05/2012 - 14:33

Quarta-feira gorda

Compartilhe: Twitter

Reproduzo aqui texto que recebi do fiel escudeiro deste blog, o Targino. Ele, que torce pelo Sport, conta sua saga divertida para assistir a rodada da quarta passada, rodeado de todas as torcidas. Hoje, quarta-feira gorda de novo, tem mais.

Aconteceu numa quarta-feira

Por Targino

Reencontrar por acaso um amigo torcedor do Santa Cruz três dias depois de perder o campeonato estadual para eles pelo segundo ano seguido parecia ser um recado: “Targino, esquece de ver futebol esta noite e vai dormir, rapaz”. Mas é noite de Vasco x Corinthians pela Libertadores. “Vai ser um jogão”, respondi à minha consciência.

Afinal, os dias que antecederam o jogo proporcionaram ao menos um pequeno milagre: leitores, eu vi um flamenguista torcer pelo Vasco. “Calma, é contra o Corinthians”, justificou-se o rubro-negro.

E começa o duelo brasileiro na Libertadores. Chuva pesada, gramado ainda mais. Qualquer leigo já perceberia aos 5 minutos de jogo que daquele charco que se tornou o campo, não ia sair nada. Apenas um monte de jogador enlameado, óbvio.

Fim do primeiro tempo e eis que surge na janela o vizinho vascaíno, convidando para assistir ao segundo tempo lá. Ao seu lado, um amigo trajando a camisa da… Gaviões da Fiel.

Não dava para perder uma oportunidade dessas e a pipoca que iria embalar o intervalo começava a queimar. Sem problemas, até que por descuido este que vos escreve taca açúcar na pipoca. Homersimpsonamente, o problema foi parcialmente resolvido com a adição de mais sal.

No apartamento do vizinho, os amigos e adversários torciam e provocavam um ao outro num quase-silêncio pouco usual num jogo daquela importância.

Bom humor ao encontrar um adversário três dias após a tragédia dos 107 anos (sim, meu time perdeu a final em casa e no dia do aniversário), flamenguista torcendo pelo maior rival, vascaíno e corintiano desprovidos de qualquer animosidade… bem que o futebol poderia ser assim mais vezes. Mas com um joguinho melhor na TV, por favor.

Autor: - Categoria(s): Futebol Brasileiro Tags:
Voltar ao topo