Publicidade

Publicidade

06/05/2009 - 21:14

Iniesta 2009, como Bakero 1991

Compartilhe: Twitter

O resumo do jogo do Barcelona é o áudio da narração da rádio catalã Mundo Deportivo. Play no player!

 

O resto, quem viu, viu. O Barcelona não mereceu a classificação neste jogo. Mereceu pelo resto do ano, pelo conjunto da obra. Mas na partida o Chelsea perdeu por não matar o jogo com todas as chances que teve.

`Visca Barça`, que viu neste lance de Iniesta uma repetição de outro gol histórico, o de Bakero, contra o Kaiserlautern, na Alemanha, quando no jogo de ida o Barcelona havia ganhado por 2 x 0 e, na volta, perdendo por 3 x 0, Bakero acertou a cabeçada aos 45 cravado do segundo tempo. Veja

E que venha 27 de maio. Manchester United (favorito) x Barcelona.

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , ,
05/05/2009 - 19:51

Marra também é pra quem corre…

Compartilhe: Twitter

Meu velho companheiro e fundador deste blog há mais de 6 anos, Carlos ‘Dr. J’ Sperandio, me ajudou neste post do passeio do Manchester United (e sobretudo do Cristiano Ronaldo) contra o Arsenal em pleno Emirates, 1 x 3 carimbando o Red Devils (que fica bem melhor de azul, eu acho) na grande final da Champions League de 27 de maio em Roma.

O terceiro gol é daqueles, mais do que bonitos, que mostra entrosamento, técnica e uma força física de fazer inveja a qualquer jogador de futebol no planeta. Cristiano Ronaldo sai de uma linha imaginária entre o meio-de-campo e a linha da grande área de Van Der Sar. Não é oficial, claro, mas cronometramos (eu e o Dr. J) que foram 7 segundos desde o calcanhar pro Park até a hora q ele toca para o gol. Foram 58 metros mais ou menos em 7 segundos. Ou 30 km/h de média (não de máxima).

Não à toa, o Cristiano Ronaldo aparece nesta excelente foto da EFE na comemoração. Repara na camisa que os companheiros todos usam e na dele… que de tão apertada, deve ser modelo especial baby-Ronaldo-look. “Ele nesta foto parece que é uma figura de game de futebol do Playstation”, sentenciou Dr. J.

Ps1: Como eu disse, marra é também pra quem corre. E ele correu demais o jogo todo.

Ps2: Meu papel aqui (tenho um?) não é torcer, lógico. Mas dá vontade de que o Barcelona consiga a classificação para a grande final. Até porque, por mais matador que seja o ataque culé e as apresentações do melhor jogador do ano até aqui, Messi, eu ainda duvido que o Barcelona consiga bater o Manchester.

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , ,
20/04/2009 - 17:11

Ronaldo, Inter, Washington, Bota, Manutd e o final de semana boleiro

Compartilhe: Twitter

– Como eu gostaria de cravar aqui que o Internacional é um dos favoritos ao Brasileirão. Não apenas pela aula de futebol contra o fraco Caxias ou pelo passeio que deu no Gauchão. Mas pela equipe mesmo que se apresenta (ainda que talvez tenha que vender Nilmar ou Taison para fazer caixa). O time titular é bom. Os reservas são de alto nível. Enfim, tudo para dar trabalho, mas…

– … mas acontece que no ano passado o time era forte também, eu apostei algumas fichas que seria um dos candidatos ao título e o time sequer brigou pela vaga na Libertadores. Então, este ano, o Colorado vai ter que me convencer mais. Muito além do Gauchão.

– Incrível como a máxima ‘tem coisas que só acontecem com o Botafogo’ é verdade. ‘Tomar’ um gol do jeito que ‘tomou’ (gol contra espírita, com a bola caprichosamente passando entre as pernas do zagueiro que estava embaixo das traves), depois do Americano, vai ficar (de novo) na história.

– E o legal do Campeonato Carioca é que vai ter um tri-vice. Resta saber se será Cuca ou o Botafogo. Uma briga muito boa, apesar de cruel.

– E aí o Ronaldo dá um pique de 36 km/h e ganha da tal melhor zaga do Brasil como se ainda tivesse 17 anos e jogasse no Cruzeiro. Tem coisas que só acontecem com… Ronaldo.

– O São Paulo passa a impressão de falta de vontade. Talvez de desgaste até de convivência (Dagoberto, Washington e Borges não conversam, não é possível). Pode ser só a época do ano, diga-se, já que o Corinthians começou a se preparar para o Paulistão ainda em 2008 enquanto o tri brasileiro descansou (com razão) por muito mais tempo.

– Pode ser também só um momento (ou alguém duvida que em novembro o time estará lutando pelo tetra brasileiro?), mas, às vezes, parece mais do que isso. Parece que o modelo anda meio esgotado. Escapou ontem de levar uma goleada em casa. E, mesmo no primeiro tempo, quando teve o domínio, praticamente não finalizou. Faltava perna (o que é normal) e até entrosamento (o que é absolutamente anormal em se tratando de um time que há tanto tempo joga junto).

– Não sei não. Mas desconfio que o time de Muricy passa pelo mesmo choque de personalidade de 2008. Enquanto teve Adriano em campo, o time foi um. Bolas alçadas na cabeça do Imperador, jogadas para ele concluir de onde fosse. Seja de cabeça ou com o pé, impondo sua força física, patada e habilidade acima da média do futebol brasileiro.

– Com Adriano, o São Paulo foi bem, mas perdeu o Paulista e a Libertadores. Ou seja, de um modo estranho, o São Paulo acabou sendo excelente para Adriano voltar a ser um protagonista mas Adriano não conseguiu, sozinho, levar o São Paulo aos títulos. Sem o Imperador, o time voltou a ser aquele de operários. Hugo é um importante operário e não entendo porque anda deixado de lado. Borges é o melhor dos operários do futebol brasileiro.Dagoberto foi importante, assim como todo o grupo. O eficiente São Paulo sem brilho que ganha todas.

– Me parece que Washington virou uma espécie de Adriano para o time, só que piorado, pois não tem o arranque, nem a força e muito menos a habilidade. Tem faro para marcar gols, mas precisa que o time esteja lá. Quando recebeu na frente dos zagueiros no clássico, perdeu todas. E quando ganhou, chutou sem força. Sua grande jogada, nos dois clássicos da semifinal, foi ganhar na cabeça o chutão dado pelo goleiro. Muito pouco.

– Outro que vem dando uma pipocada e não é de hoje é o Manchester United. Não conseguiu marcar um gol no Everton na semifinal da FA Cup e agora dá adeus a possibilidade de ganhar tudo na temporada. Tudo bem, dirá o outro, afinal, não se pode ganhar tudo. Mas eu acho que o buraco é mais embaixo. Como seu grande craque Cristiano Ronaldo, o time vem com dificuldades. Foi capaz de colocar em risco, em casa, a classificação para a Champions League. Foi preciso um pombo sem asas do próprio Ronaldo para sair da enrascada.

– Como sou fã do futebol que o Manchester United apresentou nos últimos 18 meses, torço para estar enganado. Mas a vontade do Chelsea em nítida melhora da equipe, a fase do Barcelona e de Messi e até o ‘desinteressado’ patinho feio Arsenal podem complicar e muito o todo-poderoso melhor time do mundo na Champions League. Sem contar a camisa do Liverpool no Campeonato Inglês.

– Falando em Europa, acho que agora ninguém mais tira o Milan da próxima Champions League. Muito boa notícia. Fez falta nesta temporada.

– E um ps final: passei duas semanas sendo chamado de santista, só porque achei (e acho ainda) que o meio-de-campo do Santos é mais habilidoso que o do Corinthians. Agora tem uns 250 comentários no post abaixo me chamando de palmeirense devido ao post em que comento o episódio Domingos x Diego Souza. Nos sete anos que este blog completa em 2009, isso já aconteceu com pelo menos uns 15 times. O mais inusitado foi uma vez que opinei que o Sporting era favorito contra o Benfica no clássico de Lisboa. Em massa, fui chamado de sportinguista nos comentários. E, claro, que meu palpite deu errado. Até de paranista já me chamaram. Viva o futebol.

Autor: - Categoria(s): Futebol Brasileiro, Futebol Internacional, Sem categoria Tags: , , , , , , , , , ,
15/04/2009 - 18:30

Semifinais definidas

Compartilhe: Twitter

Manchester United x Arsenal

Barcelona x Chelsea

Vai ser de arrepiar. O lógico é dar Manchester United x Barcelona na final em Roma. Com Cristiano Ronaldo, que renasceu justamente contra o Porto, rival dos tempos de Sporting, contra o grande jogador do torneio até aqui, que é Lionel Messi.

Mas futebol não tem lógica. Chelsea e Arsenal foram muito bem nas quartas. Convincentes e consistentes.

Pode dar qualquer coisa.

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , , ,
15/04/2009 - 10:44

Quem tem medo do Manchester United?

Compartilhe: Twitter

O Porto já fez o mais difícil. Fez dois gols na inacreditável zaga do Manchester United, que começa com Rooney e termina na muralha Van der Sar. Melhor ainda: os dois gols foram em Old Trafford.

Teoricamente o mais fácil, agora, é ficar no 0 x 0 em casa nesta tarde e despachar o super favorito do ano e atual campeão do mundo Manchester United. ‘Tão fácil’, que dá até medo.

Medo inclusive é o tema da capa de dois dos principais jornais de esportes em Portugal, como nota-se abaixo.

A falta de medo explica-se. O Porto jamais perdeu em casa para um time inglês em Champions (foram 11 partidas). E não perder é mais de meio caminho para o Porto. O time só sai desclassificado em caso de empate com mais de 3 gols. Ou derrota, é claro.

Jogão, que serve de matinê para Palmeiras x Sport, a grande final do dia.

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional, Libertadores Tags: , , ,
24/02/2009 - 13:44

Itália x Inglaterra: hoje começa

Compartilhe: Twitter

Hoje começa a guerrinha entre italianos e ingleses na Champions League. O Manchester United vai a San Siro encarar a Inter de Milão enquanto a Roma está em Londres para enfrentar o Arsenal.

Amanhã, o último capítulo com a Juventus em Londres contra o Chelsea.

Acho que os ingleses são favoritos com o Manchester United apenas (num duelo, ainda assim, muito equilibrado). O Chelsea não vive um bom momento e o Arsenal muito menos contra uma Roma embalada.

Fosse ano passado, todos os ingleses seriam favoritos.

Na história da Champions League (inclusive antes de chamar Champions League) são 11 títulos para cada país.

A Itália tem sete com o Milan, dois com a Juventus e outros dois com a Inter.

A Inglaterra tem os cinco do Liverpool, os três do Manchester United, dois do Nottingham Forest e mais um de Aston Villa.

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , , , , , ,
19/02/2009 - 12:49

Sobrou a Alemanha…

Compartilhe: Twitter

Vamos convencionar aqui que as Ligas top europeias são inglesa, italiana, espanhola e alemã.

Na espanhola, o Barcelona simpelsmente tem 10 pontos de vantagem para o vice-líder Real Madrid. Não tem clássico ou fratura exposta de Messi (toc toc toc) que faça ter uma virada. Barcelona, campeão.

Na Itália, o tetra já tem dono. A Inter tem 9 de frente para a Juve e 11 para o Milan. Nem uma eliminação para o Manchester United na Champions é capaz de abater os comandados de Mourinho de forma a ameaçãr uma diferença dessa.

Na Inglaterra, teoricamente, a diferença é pequena. Cinco pontos separam o líder Manchester United do vice Liverpool. Mas a pergunta é: fosse um ponto a diferença, como fazer o Manchester United perder? O time vem num crescente incrível desde o Mundial de Clubes e se dá ao luxo de arrasar adversário por adversário mesmo com Cristiano Ronaldo em fase, digamos, discreta. Muito difícil virar, ainda mais com o clássico do segundo turno sendo em Old Trafford.

Então sobrou a Alemanha. Lá, o bicho está pegando. A diferença do primeiro (Hertha) ao quinto (Bayer Leverkusen) é de apenas 4 pontos. No meio deles, o surpreendente Hoffenheim, o ótimo Hamburgo e o tradicional Bayern de Munique.

Lembra bem um outro campeonato que começa logo mais, que este ano terá, entre outras atrações, Ronaldo e Fred. Um tal Brasileirão…

Ps.: fique ligado na Bundesliga no Blog do Alemão do iG.

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , , , , ,
08/02/2009 - 14:22

Milan x Manchester United: quem é que bate?

Compartilhe: Twitter

Falta para o Milan: quem bate? Beckham, Ronaldinho ou Pirlo?

Falta para o Manchester United: se for direto, Ronaldo.

Parece uma coisa besta, mas faz toda a diferença.

Ronaldinho não foi Ronaldinho à toa no Barcelona. Um time recheado de ótimos jogadores em campo para ele. O craque tinha tamanha liberdade para criar e errar que o acerto vinha com naturalidade, sempre decisivo, naquele que foi o melhor jogador em um clube que o futebol viu nos últimos 10 anos. Da mesma forma, Kaká foi o cara em 2007. O segredo é o time.

O Milan tem jogadores que encantam mas não (con)vencem. Confesso que tenho visto todos os jogos do Milan, pois os lançamentos de Beckham, as arrancadas de Kaká, os passes de Ronaldinho, as jogadas de Pato, a regularidade de Seedorf e Pirlo e a classe de Maldini são legais de assistir. É bom ver o craque sempre. Mas nada disso basta para que o time milanês vença.

Todos eles sabem disso e ninguém parece à vontade. Não me lembro de ver Ronaldinho tão tenso em campo. Carrinho com a perna levantada, reclamação a todo momento e muita frustração ao ser substituído. Beckham voltou a mostrar um futebol por vezes violento. Flamini, que parecia um meia de habilidade nos seus tempos de Arsenal, tenta incorporar em vão o Gattuso enquanto está em campo.

No empate contra a Reggina em casa, não seria exagero se Ronaldinho, Pato, Flamini e Beckham tivessem sido expulsos tamanha a falta de tranquilidade.

São os neo-galacticos. Muitos talentos desorganizados e cobrados, tendo que mostrar na base do carrinho que estão dando o sangue (e estão realmente).

Aí voltamos ao Manchester United. Um time está quase 24 horas sem tomar um gol na Liga Inglesa, onde lidera com fôlego de campeão. Mas não é o goleiro Van der Saar o líder desta estatística. Ele faz poucas defesas. O responsável pela invencibilidade dos Diabos Vermelhos começa por Tevez e Berbatov, que apertam a saída de bola. Passa pelos meias incansáveis e laterais e por uma zaga que, quando a bola, chega, é a mais segura e confiável do mundo.

Tudo para que a bola caia no pé de Cristiano Ronaldo, o astro do time, para ele dar uma de Ronaldinho do Barcelona e fazer o que sabe. E, se por acaso for falta perto da área ou pênalti, todo mundo já sabe quem é que vai bater, né?

Messi x Cristiano Ronaldo

Existe um outro time na temporada europeia com o mesmo perfil do Manchester United. O Barcelona está jogando por Messi e Messi está mostrando que é digno da confiança e muito mais. Será um duelo interessante caso aconteça. O time do Manchester é melhor que o do Barcelona. Mas Messi é muito mais genial e bonito de ver que o português…

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , , , , , , ,
19/01/2009 - 12:16

A vecchia Inter?

Compartilhe: Twitter

A Internazionale deu aquele pipocada no final de semana. Nada que possa impedir a luta pelo tetra consecutivo italiano. Segue com distância confortável da Roma e principalmente do Milan.

Mas o que pega não é a Liga do Calcio. É a proximidade do duelo contra o Manchester United (praticamente um mês). O duelo, que até a virada do ano poderia ser considerado o mais lamentável das oitavas da Champions pelo fato de tirar do caminho uma das duas das equipes mais legais de se assistir, agora já começa a ter cara de Manchester United novamente.

O time de Fergunson passou um semestre ali se ajeitando da ressaca da Champions League. Adaptou-se à chegada de Berbatov e passou pelo constrangimento de ter e não usar tanto Carlos Tevez. Promoveu alguns bons valores como o brasileiro Rafael e manteve seus alicerces todos, incluindo os incríveis Ronaldo e Rooney. No embalo, espantou a zebra ganhando o Mundial de Clubes e voltou à liderança da Premier League.

A Inter, do seu lado, precisa se livrar da síndrome de Lyon. Três títulos nacionais seguidos italianos não é pouca coisa. É mais, aliás, que sete franceses. Mas o time de Milão, que faturou duas vezes a Champions League, segue no calvário em termos europeus. Pior, assistindo seu rival Milan ser imbatível localmente neste quesito.

Nas campanhas dos três últimos títulos consecutivos da Inter (inclusive o conquistado no tapetão), o time chegou no máximo às quartas da Champions. Lembre como foi.

Oitavas em 2008, derrotados pelo Liverpool.
Oitavas em 2007, derrotados pelo Valencia.
Quartas em 2006. derrotados pelo Villarreal.

Resta saber se o ‘tetra’ italiano vai parar no Manchester United ou se Mourinho chegou para mudar a sorte dos interistas.

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: ,
19/12/2008 - 17:04

Sorteio da Champions

Compartilhe: Twitter

(nada como um sorteio de Champions para tirar a poeira do blog)

Ano passado, nas oitavas, dois italianos pegaram dois ingleses. O Arsenal atropelou o Milan e o Liverpool praticamente humilhou a INter vencendo na ida e na volta. Nem Milan ou Inter sequer marcaram gols.

“Sorte” deu a Roma, que pegou o Real Madrid, venceu e depois foi apanhar do (futuro campeão) Manchester United.

Este ano, tudo de novo. Com a diferença que são três italianos contra três ingleses. Teoricamente, com o estágio técnico em que se encontram seus times (e um pouco de ‘modinha’ também que virou o futebol inglês) os ingleses sempre entram como favoritos.

Mas eu não duvidaria se tudo desse ao contrário.

Arsenal x Roma
Chelsea x Juventus

e o melhor confronto de todos (como as bolinhas são cruéis):

Manchester United x Inter de Milão.

Este jogo último poderia ser muito bem a final do campeonato.

Eu, com vontade de ser do contra na última sexta útil do ano, vou apostar nos três italianos. Uma apostinha de leve que o Manchester vai decair depois da super temporada passada, que o Felipão está perdendo o controle no Chelsea e que o Arsenal é verde demais e pode cair de maduro.

E aí o Liverpool vai ficar de único representante inglês… será?

Só para constar, os confrontos todos:

Chelsea x Juventus
Villarreal x Panathinaikos
Sporting x Bayern de Munique
Atlético de Madrid x Porto
Lyon x Barcelona
Real Madrid x Liverpool
Arsenal x Roma
Internazionale x Manchester United

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo