Publicidade

Publicidade

Arquivo de dezembro, 2009

22/12/2009 - 01:17

O locutor e o gol

Compartilhe: Twitter

Escolher melhor jogador do ano ou melhor time da década é das coisas mais polêmicas que existe. Todos os votos são válidos. Não existe medida para emoção. Cada um sente como quiser e cada um escolhe a que quiser.

Gol mais bonito então, muito mais difícil. Eu vi gols da Segunda Divisão que poderiam figurar na lista dos mais da Fifa nesta segunda. O campeão foi um gol do Cristiano Ronaldo que, para mim, devo confessar, poderia muito bem ser o gol mais bonito do ano realmente. Sobretudo pelo fato de que eu assistia ao jogo naquele momento e o calor da jogada, a importância do gol e mais a narração na Espn (não me lembrarei do narrador) fazem todo um conjunto.

O gol que eu votaria, no entanto, seria o do Grafite. Não por ser brasileiro (patriotada não é comigo), mas sempre acho mais bonito um gol de técnica e/ou lances inesperados do que canhões para o gol. Mas, mais do que isso, a narração em inglês deste gol vale o show. O narrador, de tão abismado pelo lance, resolve prestar uma homenagem aos locutores brasileiros, narrando gol como se narra por aqui. Para quem foi pego de surpresa, sim, uma baita emoção.

Isso me lembrou (também juro que não sou saudosista) um momento de Careca, o grande camisa 9 do Brasil na década de 80. Momento dele e de Luciano do Valle. No Maracanã, na semifinal da final do Brasileiro de 1986, Careca fez uma pintura que se fosse nos dias de hoje, renderia uma indicação da Fifa para melhor gol do ano.

Careca, na cara do gol, podendo dar um bico para as redes do Maraca, inventou de encobrir o goleiro E o zagueiro de uma forma que Zidane não tentaria em final de Copa. Mas depois do toque por cima, ninguém sabia exatamente se a bola havia entrado ou não. Luciano do Valle, no auge da forma, em vez de gritar gol, gritou ‘espetacular’ e depois emendou ‘gênio’, numa daquelas narrações que faz menino de 10 anos nunca mais esquecer. Achei o vídeo com gol, narração e entrevista do Careca no youtube e, só por isso, já valeria o ano de 2009.

Autor: - Categoria(s): Futebol Brasileiro, Futebol Internacional Tags: , , ,
20/12/2009 - 08:46

O Barcelona se importa

Compartilhe: Twitter

Talvez tenha sido pelas duas tentativas frustradas em 1992 e 2006.

Ou ainda pela glória de vencer 6 títulos num mesmo ano.

Talvez pelo horário também, muito mais propício a um ‘par de copas’ do que na época do Japão.

Seja lá qual for a motivação, fato é que pela primeira vez na história deste mundial (ainda) mequetrefe, um time europeu e sobretudo sua torcida parecem se importar de verdade com o título.

Feito máximo de sul-americanos, era um grande transtorno para europeus jogar este torneio. Mas basta ver os jornais espanhois de hoje, e as fotos da festa que tomou as ramblas da capital da Catalunha ontem para entender que talvez o Barça marque uma nova era dos europeus nesta competição.

A era de se importar.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , ,
16/12/2009 - 09:32

Fecha a perna, coração

Compartilhe: Twitter

A fase não está boa pelos lados do Lyon. O time ocupa apenas a nona colocação no chatinho campeonato francês. São cinco partidas consecutivas na liga sem vitória e a última, derrota para o Bordeaux, em casa, por 0 x 1.

No jogo, porém, um lance que retrata o atual momento do time. São três ‘canetas’ seguidas que o meia Kallstrom, sueco, tomou no jogo. Veja.

Classificado para as oitavas na Champions, quem sabe o Lyon desta vez, mal no seu quintal, faça menos feio na Europa…

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: ,
14/12/2009 - 12:17

Romário, o bom velhinho

Compartilhe: Twitter

Romário anda fazendo um caixa na Espanha. Estrela divertida campanha de canal de TV que transmite a Liga Espanhola e a Champions League. Na série (de 7 filmes), ele é um dos Reis Magos (que dá presentes na Espanha), fora de forma, que dá dicas até para o Papai Noel.

Veja dois deles aqui abaixo.

E clique aqui para ver toda a série.

Mais

Ronaldinho assume malandragem em comercial
Blog de Bola no Twitter

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: ,
11/12/2009 - 13:18

Um estádio mais difícil de invadir

Compartilhe: Twitter

Este estádio é em Cingapura, ali onde tem o autódromo e o Nelsinho Piquet jogou o carro dele no muro (que feio, né?). Na verdade não é bem um estádio, mas sim um local de eventos. Se o evento for futebol, colocam um gramado lá e ele se torna o Marina Bay Floating Stadium. A arquibancada é para 30 mil pessoas. Em 2010, eles devem realizar jogos por lá. Inclusive internacionais.

1260517612249_campo1

Pode ser uma solução razoável para evitar invasões. Quem sabe com tubarões, piranhas e jacarés para impedir travessias a nado. Só não recomendo construir um campo deste nas marginais dos rios Tietê e Pinheiros em São Paulo.

Mais:
Vídeo do campo
Wikipedia do Floating Stadium
Meu Twitter

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: ,
10/12/2009 - 11:22

Xixi durante o jogo na Champions League

Compartilhe: Twitter

Suuuper Jens Lehmann, o goleiro, o mito, foi flagrado na vitória do Stuttgart sobre o Unirea, por 3 x 1, pela Champions League fazendo um xixi fora de hora. ‘Educado’ que só ele, foi atrás da placa, escondidinho, EM PLENO momento de posse de bola do time adversário.

Twitter – http://twitter.com/mautex

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , ,
07/12/2009 - 00:08

Drama e correria no Couto Pereira

Compartilhe: Twitter

Quem me contou o abaixo ocorrido é adulto, tem 33 anos, capaz e praticante de boxe. Frequenta estádios eventualmente e não é nenhum marinheiro de primeira viagem em termos de futebol e suas confusões. Não tem, assim, motivos para exagerar no relato que me fez após estar no estádio Major Antonio Couto Pereira, no Alto da Glória, no último domingo depois do jogo Coritiba 1 x 1 Fluminense, que salvou o segundo e rebaixou o primeiro do Brasileirão 2009.

“O jogo acabou e não deu tempo das pessoas ‘sofrerem’. Geralmente quando você tem uma tristeza grande, você precisa chorar de tristeza, colocar para fora, sentir de verdade a perda. Mas foram apenas 30 segundos de choro de tristeza até o primeiro torcedor invadir o gramado. Logo virou choro de pânico. Crianças e mulheres desesperadas.

Vários torcedores invadiram o gramado e a parte onde eu estava começou a ficar agitada, tentando sair. Como as saídas estavam bloqueadas e tinha correria, a turma da arquibancada da rua Mauá foi para cima, o mais longe possível da confusão. Mas do lado de fora, a polícia de elite já estava acionada. E mandava tiros de efeito moral, para cima. Como a gente estava na parte alta do estádio, ficamos com medo e fomos ao chão. Centenas de homens, mulheres e crianças deitadas de bruços no chão do último andar do segundo anel do estádio. Parecia uma guerra. Crianças em pânico.

O helicóptero para resgatar feridos chegou e continuamos ilhados no Couto Pereira. Algumas mulheres desesperadas com seus filhos queriam correr em direção à saída. Eu e alguns torcedores que estavam perto de mim organizamos um cordão de isolamento humano improvisado pois se as pessoas corressem naquele momento seria uma tragédia. O pânico e a corrida desordenada certamente fariam torcedores serem empurrados ou pisoteados na direção das grades.

Conseguimos conter o ímpeto de fugir das pessoas. Nas rádios, os jornalistas mandavam todos ficarem no estádio pois lá fora era uma batalha campal. Ao mesmo tempo, policiais atiravam bombas de borracha na torcida organziada Império Alviverde e alguns fugiam para o nosso lado. Se correr o bicho pega se ficar o bicho come.

Depois de um tempo, resolvi que precisava ir embora. Fui sozinho. Quando saí do estádio na rua Mauá, vi a polícia vindo com bombas e armas. Na minha direção, uma multidão de torcedores correndo e vários policiais os seguindo. Sem saber exatamente o motivo, saí correndo. Como um bandido. Como se tivesse feito algo. Corri como nunca tinha corrido antes. Seis, sete quadras sem parar até chegar na rua José de Alencar, num local mais seguro. Os celulares não funcionavam, os táxis todos lotados. Nos prédios próximos, moradores abrigavam algumas pessoas que fugiam sem direção, como mulheres e idosos.”

O relato é impressionante apesar de não ser diferente de outras grandes confusões em estádios pelo Brasil. As primeiras notícias são de cerca de 20 feridos nos hospitais curitibanos. Alguns são baderneiros que invadiram o gramado. Lamento pelos policiais e por outros inocentes que, como a testemunha que fez o relato acima, poderiam ter se machucado sem ter nenhuma culpa.

Mas, sobretudo, temo pelas crianças. Não se machucaram aparentemente. Espero que não percam o amor por este esporte mas entendo totalmente se perderem.

Autor: - Categoria(s): Futebol Brasileiro Tags: ,
04/12/2009 - 10:18

Dia de sorteio, é dia de ‘maldito/bendito’ seja

Compartilhe: Twitter

Eu não canso de ver este comercial. Para mim, o melhor de futebol de todos os tempos. A parte dos ‘sorteios e dos grupos de la muerte’ já dá a dica do clima de hoje.

twiiter.com/mautex

Autor: - Categoria(s): Copa do Mundo, Futebol Internacional Tags: , ,
03/12/2009 - 14:52

Picolé de Murici

Compartilhe: Twitter

foto(2)

Não experimentei. Preferi o de melancia mesmo. Mas fica a dica da sorveteria Frutas do Cerrado, de Pinheiros, SP.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
01/12/2009 - 20:38

Posse de bola pouca é bobagem

Compartilhe: Twitter

Não. Este time ‘chato’ não é treinado pelo Parreira. É o Doncaster Rovers, da Inglaterra, que joga a Football League, ou segunda divisão. Mais de um minuto e meio com a posse de bola, incluindo alguns passes de primeira. Para parar, só na falta. Pior, só na terceira tentativa de falta.

Me lembrou essa jogada de 2007, com a pequena diferença do final feliz.

rss do BlogdeBola – http://blogdebola.ig.com.br/feed/

Twitter – http://twitter.com/mautex

Autor: - Categoria(s): Futebol Internacional Tags: , , ,
Voltar ao topo