Publicidade

Publicidade
25/11/2009 - 14:06

Dunga irrita … por fazer tudo certo

Compartilhe: Twitter

Dunga tem um defeito grave. Não sabe se relacionar com a imprensa em geral, o que não seria tão importante se a própria imagem dele não ficasse comprometida. Parece que ele acorda todas as manhãs e fala: ‘hoje eu vou mostrar para eles’. Por eles, entenda-se forças ocultas. Forças que o massacraram em 1990 e que, mesmo ele virando queridinho em 1994 e unanimidade em 1998, ele, Dunga, preferiu mantê-las (as forças ocultas), como seu oxigênio de cada dia. A impressão é que quando ele termina o churrasco na casa dele e o convidado diz ‘a carne estava ótima’, ele cerra os lábios e xinga todo mundo que o criticou e disse que ele não era capaz.

E eu, apesar de não concordar com esta postura defensiva/ofensiva demais, confesso que entendo. Cada um se motiva como quiser. Cuca disse para o seu time que ninguém na imprensa acreditava que o Botafogo poderia vencer o líder São Paulo. Mentira. Todo mundo disse que Botafogo x São Paulo era o jogo mais difícil dos últimos 4 do São Paulo. Por essa e outras, entendo o Dunga.

O que o Dunga não sabe, talvez, é que ele tem feito tudo certo, mesmo aos olhos de seus críticos. E quando ele trata todo mundo com cordialidade, tchan tchaaan, não existe mais nada a declarar. Foi assim pelos relatos que li (não estive lá) na coletiva que deu ontem em São Paulo, justamente a terra que tradicionalmente mais pega no pé dos treinadores da Seleção.

Dunga tem um grupo treinado e afinado. Convocou a maioria dos jogadores que se destacaram nos últimos 4 anos. Não levou em consideração nomes e sobrenomes. Barrou Kaká e voltou a dar chance quando ele mereceu. Barrou Adriano e deu nova chance quando ele mereceu. Barrou Ronaldinho, deu chance, barrou de novo e deve voltar a dar chance pois ele está merecendo. Ainda não barrou Robinho, mas não acredito que não o fará se o jogador seguir na má fase em que se encontra.

Conseguiu, como nenhum outro treinador havia conseguido, aproveitar o potencial de Luis Fabiano, e dar a ele o moral de ser o 9 titular, independente de Adriano, Ronaldo, Fred ou qualquer outra sombra da última Copa. Se irrita a você, leitor, ou a mim, ele convocar Elano e Julio Baptista, convenhamos, faça um exercício de memória e verá que os dois jogadores sempre atuam bem e/ou foram decisivos em algum momento no trabalho dele. Assim como Diego, talvez o melhor brasileiro em atividade na Europa na última temporada, teve diversas chances e nunca se encaixou bem no time do técnico. Por desempenho, baniu Afonso Alves e Fernando da Seleção e manteve Felipe Melo. Tudo muito coerente.

Dunga é irritantemente coerente.

Mantém motivado os dois melhores laterais pela lado direito do mundo, mesmo que Dani Alves seja reserva. No outro lado, abertamente, discute com a sociedade sobre os dois nomes que vai levar ao Mundial. Tentou de tudo e, no episódio Fábio Aurélio, praticamente desistiu ao ver o jogar não se apresentar novamente e, 3 dias depois, estar em campo pelo Liverpool.

Na entrevista, defendeu o recurso eletrônico para lances como o de Henry, não quer uma concentração festiva como a da última Copa e também tratou do mais delicado dos assuntos, que é Ronaldo. Independente de você achar que o Fenômeno mereça ou não ser chamado para a Copa, é fato que agora ele tem dois finalizadores tinindo em Luis Fabiano e Adriano. Não é certo dizer que Ronaldo vai à Copa agora, nesta fase, fim de temporada, com ele fora de forma novamente e atuando num Corinthians que cumpre tabela. Seria, sim, repetir o erro, convocá-lo agora por pressão ou pelo peso do nome. Será acerto, claro, convocá-lo por merecimento após ou durante a Libertadores.

Não duvido que o faça. Dunga dá motivos para a gente acreditar que só é teimoso em ser coerente até aqui. Irritantemente coerente.

Dunga irrita … por fazer tudo certo

Dunga tem um defeito grave. Não sabe se relacionar com a imprensa em geral. Parece que

acorda todas as manhãs e fala: ‘hoje eu vou mostrar para eles’. Por eles, entenda-se forças

ocultas. Forças que o massacraram em 1990 e que, mesmo ele virando queridinho em 1994 e

unanimidade em 1998, ele, Dunga, preferiu mantê-las (as forças ocultas), como seu oxigênio

de cada dia. A impressão é que quando ele termina o churrasco na casa dele e o convidado diz

‘a carne estava ótima’, ele cerra os lábios e xinga todo mundo que o criticou e disse que

ele não era capaz.

E eu, apesar de não concordar com esta postura defensiva/ofensiva demais, confesso que

entendo. Cada um se motiva como quiser. Cuca disse para o seu time que ninguém na imprensa

acreditava que o Botafogo poderia vencer o líder São Paulo. Mentira. Todo mundo disse que

Botafogo x São Paulo era o jogo mais difícil dos últimos 4 do São Paulo. Por essa e outras,

entendo o Dunga.

O que o Dunga não sabe, talvez, é que ele tem feito tudo certo, mesmo aos olhos de seus

críticos. E quando ele trata todo mundo com cordialidade, tchan tchaaan, não existe mais

nada a declarar. Foi assim pelos relatos que li (não estive lá) na coletiva que deu ontem em

São Paulo, justamente a terra que tradicionalmente mais pega no pé dos treinadores da

Seleção.

Dunga tem um grupo treinado e afinado. Convocou a maioria dos jogadores que se destacaram

nos últimos 4 anos. Não levou em consideração nomes e sobrenomes. Barrou Kaká e voltou a dar

chance quando ele mereceu. Barrou Adriano e deu nova chance quando ele mereceu. Barrou

Ronaldinho, deu chance, barrou de novo e deve voltar a dar chance pois ele está merecendo.

Ainda não barrou Robinho, mas não acredito que não o fará se o jogador seguir na má fase em

que se encontra.

Conseguiu, como nenhum outro treinador havia conseguido, aproveitar o potencial de Luis

Fabiano, e dar a ele o moral de ser o 9 titular, independente de Adriano, Ronaldo, Fred ou

qualquer outra sombra da última Copa. Se irrita a você, leitor, ou a mim, ele convocar Elano

e Julio Baptista, convenhamos, faça um exercício de memória e verá que os dois jogadores

sempre atuam bem e/ou foram decisivos em algum momento no trabalho dele. Assim como Diego,

talvez o melhor brasileiro em atividade na Europa na última temporada, teve diversas chances

e nunca se encaixou bem no time do técnico. Por desempenho, baniu Afonso Alves e Fernando da

Seleção e manteve Felipe Melo. Tudo muito coerente.

Dunga é irritantemente coerente.

Mantém motivado os dois melhores laterais pela lado direito do mundo, mesmo que Dani Alves

seja reserva. No outro lado, abertamente, discute com a sociedade sobre os dois nomes que

vai levar ao Mundial. Tentou de tudo e, no episódio Fábio Aurélio, praticamente desistiu ao

ver o jogar não se apresentar novamente e, 3 dias depois, estar em campo pelo seu clube.

Na entrevista, defendeu o recurso eletrônico para lances como o de Henry, não quer uma

concentração festiva como a da última Copa e também tratou do mais delicado dos assuntos,

que é Ronaldo. Independente de você achar que o Fenômeno mereça ou não ser chamado para a

Copa, é fato que agora ele tem dois finalizadores tinindo em Luis Fabiano e Adriano. Não é

certo dizer que Ronaldo vai à Copa agora, nesta fase, fim de temporada, com ele fora de

forma novamente e atuando num Corinthians que cumpre tabela. Seria, sim, repetir o erro,

convocá-lo agora por pressão ou pelo peso do nome. Será acerto, claro, convocá-lo por

merecimento após ou durante a Libertadores.

Não duvido que o faça. Dunga dá motivos para a gente acreditar que só é teimoso em ser

coerente até aqui. Irritantemente coerente.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , ,

Ver todas as notas

9 comentários para “Dunga irrita … por fazer tudo certo”

  1. Renato Muller disse:

    Fora a convocação de Adriano em detrimento do Pato, concordo em gênero, número e grau. Olhando pelo lado positivo, esse jeito ranzinza do Dunga pode evitar o famoso “já ganhou” típico das Copas.

  2. Mauro disse:

    Ate agora dunga está perfeito.
    O fato é q tem muita gente com raiva disso.
    Outra coisa, pra mim a copa de 2006 foi vendida pela cbf.
    Não tem cabimento dirigentes tao experientes deixarem acontecer o q ocorreu na suiça e nos outros treinamentos.
    Eles venderam aquela copa pra conseguir 2014 sem adversarios, por unanimidade.
    “Olha, vcs chegarem a 2010 com 6 titulos é muita coisa, enquanto o segundo tera apenas 3. Tudo bem, damos a copa pra vcs mas arrume um jeito de perder essa copa com esta constelação.”

    Depois vem a conversa de “ah, aprendemos o q nao fazer numa preparação de copa.”.
    Uai, é a primeira copa deles ???????????

    Vao contar historinhas pra outro.
    Eu nao sou de acreditar em conspirações, mas acho q essa é absolutamente viável no contexto da coisa e pelo q houve.

    abraços

  3. Mauro disse:

    E pato so melhorou ultimamente.
    Dunga esta perfeito sim pq ele faz pelo historico e fase .. nao convoca por emoçao ou por momentaneidade apenas.
    Esta criando um conjunto mesmo.
    Adriano tb acho coerente pela força fisica q tem, expeciencia e ta nuam fase incrivel.

    Dunga está perfeito.

  4. Oduvaldo Junior disse:

    Eu sou fã do trabalho do Dunga desde o início – não vou dizer que não pensei o mesmo que os outros numa época atrás, ou seja, que ee deixasse o cargo. Mas o tempo provou que eu estava errado e o Dunga ficou. Agora digo. ele vai à Copa e será CAMPEÃO, podem apostar nisso.

  5. Antônio disse:

    É o dunga tem calado todo mundo. Principalmente a mim. Quem diria. No início, pensei que ele estava lá, só para guardar o lugar para o Luxemburgo. Que já estava tudo tramado nos bastidores. Acho que me enganei. Espero que ele me convença mais ainda e que forme uma seleção vitoriosa, mas que também tenha um futebol bonito (que saudades do Telê, de 1982, 1970 e 2002).

  6. Seu José disse:

    Finalmente…

  7. jose disse:

    O amigo, o Nilmar e o Pato estão melhores que Adriano e Ronaldo. Ma s você nem citou o Nilmar, que foi o melhor jogador dos últimos jogos da seleção (superior inclusive a luis Fabiano) não é bairrista do eixo rio são paulo?
    Da nojo essa imprensa do centro.
    Sds

    • Mauricio Teixeira disse:

      Amigo (??), não citei pq Adriano, Ronaldo, eventualmente Fred e Luis Fabiano disputam a mesma posição, de 9 clássico, que era justamente q que estava em pauta. Duas vagas para eles. Robinho, Nilmar e Pato jogam na seleção como segundo atacante e disputam outras duas vagas. Só por isso não citei, ‘amigo’.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo