Publicidade

Publicidade

Arquivo de outubro, 2008

30/10/2008 - 18:37

Três parágrafos sobre Becks

Compartilhe: Twitter

Eu assisti a um jogo do LA Galaxy estes dias. Beckham jogou. Eu sempre fui um admirador do inglês. Exagero quem o chama de maior meia da história ou gênio do futebol. Exagero maior achar que ele é um marqueteiro apenas ou um cabeça-de-bagre. Jamais faltou a ele raça e vontade e fica difícil achar passes errados e caneladas dele em toda a carreira. Alguns de seus lançamentos longos, viradas de jogo e faltas cobradas não me saem da cabeça. Não é um Zidane, nem um Ronaldo, mas um jogador que marcou sua época positivamente.

Mas nos Estados Unidos, vi outro Beckham. Sem inspiração, sem vontade, sem nada. Até sua própria torcida o vaiava e com razão.

O contrato com o Milan muda tudo de figura. Beckham parece ter se tocado que dinheiro não é tudo e, boleiro dos bons que sempre foi, está na cara que quer usar seus poucos anos que restam pra jogar futebol de verdade.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
30/10/2008 - 12:57

As tabelas e o Sport

Compartilhe: Twitter

O Sport não é um mero espectador do Brasileirão apenas por já estar na Libertadores. Ele também é o único time entre os 20 que simplesmente não fará parte da disputa do título.

Todos os times do campeonato, exceção do Sport, cruzam o caminho dos cinco postulantes ao título. Veja a tabela de cada um deles abaixo.

E aproveite para palpitar qual a mais fácil.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
30/10/2008 - 02:09

Pra não dizer que não falei…

Compartilhe: Twitter

Esta capa do Olé é histórica. Maradona, noivo, novamente, de sua grande paixão: a seleção argentina.

Vai ser certamente a coisa mais divertida do futebol mundial dos últimos anos.

Vai ser também um grande fracasso. Amor e paixão não ganha jogo sozinho. A não ser que Dieguito entre em campo…

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
30/10/2008 - 01:31

Na Inglaterra

Compartilhe: Twitter

What a match this was. Assim começa o texto do Guardian sobre o maior clássico londrino (apesar do Chelsea querer tanto) Arsenal 4 x 4 Tottenham.

Lennon empatou o jogo no final e o Arsenal segue na caça entre os primeiros enquanto o Spurs agoniza na zona de rebaixamento. Mas o Arsenal tem um sinal vermelho muito claro. É o goleirão Almunia, que é o novo titular desde a saída de Zzzzuuuper Lehnmann.

O gol do Bentley foi um golaço, mas ninguém me convence que não foi um golaço e um frangaço ao mesmo tempo. Veja você mesmo.

E teve um outro gol que ele largou a bola. Chelsea tem Cech. United tem o Van de Saar, o Liverpool tem o Reyna em grande fase e o Cavalieri de banco. O Arsenal perde debaixo dos paus.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
30/10/2008 - 01:21

O campeonato dos campeonatos

Compartilhe: Twitter

O São Paulo precisou ali da mão de Deus do bandeirinha amigo para ficar com três pontos. Mas a real é que o campeonato segue um absurdo de emocionante. Nesta rodada, Cruzeiro, São Paulo e Palmeiras venceram. O Flamengo empatou e o Grêmio perdeu. O campeonato tem 3 pontos do primeiro ao quinto.

O Palmeiras segue capengando. O Cruzeiro é o time que mais desponta. O Grêmio se segura como pode. O Flamengo vacilou como não deveria. E o São Paulo é o São Paulo. Sempre com pinta de título.

Amanhã tem o post lá de baixo.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
29/10/2008 - 23:24

Direto da Rê*

Compartilhe: Twitter

Estive fora uns dias. Mas aproveitei para ir a Arena da Baixada e constatar duas coisas: o Cruzeiro, mesmo perdendo, é candidatíssimo ao título. O Atlético-PR, mesmo ganhando, é nome (quase) certo na Série B 2009.

O Cruzeiro tem padrão de jogo, time arrumadinho. Quem toca já se desloca para receber. Os jogadores procuram buracos para tabelar com passes curtos, nunca chutão. Quem fica já cobre. É aquele famoso time bem treinado. Some a isso três jogadores muito bons. O incansável Ramirez, o matador Guilherme e o craque Vagner, voltando aos poucos em tempo de faturar o bi celeste.

O Atlético-PR não tem nada. Tem problemas na verdade. De elenco, o maior deles. Geninho não sabe o que fazer e acaba por ele também brigando com a galera (Rafael Moura faz escola).

Mas ninguém ali pode tirar o time de onde está. Posso estar muito enganado, mas acho que o Furacão será um dos grandes na Série B 2009.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
24/10/2008 - 15:26

Banks pede desculpas a Pelé (por uma boa causa)

Compartilhe: Twitter

Tem gente que tem o dom de fazer campanha publicitária. O hospital Pequeno Príncipe para crianças, de Curitiba, tem uma fundação junto com Pelé para desenvolvimento de pesquisas. Para arrecadar fundos, cada um dos gols de Pelé (e foram mais de mil como sabemos) virou uma medalha única. Essas medalhas valem até 3 mil reais cada. Você escolhe a do gol que quiser e arremata (antes de criticar o preço lembre-se que a idéia é captar recursos para ajudar crianças doentes). Só você terá a medalha do gol que comprar.

Pois em vez de fazer uma campanha exaltando os gols do Rei, eles decidiram fazer exatamente o contrário. Gordon Banks, o lendário goleiro inglês da defesa mais difícil da história, diz que se soubesse que sua defesa fosse atrapalhar a campanha, jamais teria feito.

Veja

E depois clique

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
23/10/2008 - 19:50

Museu do Futebol

Compartilhe: Twitter

Eu fui.

Já foi?

Deveria.

Não vou resenhar demais. Porque todo mundo já resenhou e porque boleiro que é boleiro não precisa de motivo extra para ir nesta ‘balada’ (aliás, tem até um bar fora do museu, com telões para ver jogos). Tudo muito caprichado.

Então aqui vai minha lista Top 5 do Museu:

5 – Os painéis que mostram o que estava acontecendo no futebol e na política, cultura e outros esportes no mesmo período através dos anos. Vi isso no Museu do Boca e ficou muito bem por aqui também. De Beatles a Fernandinho Collor, passando por Nelson Piquet, muitos momentos do mundo e do Brasil estão lá registrados.

4 – As Narrações de rádio (você escolhe o narrador e ele narra um gol famoso).

3 – O filminho curto que conta a tragédia do Maracanã da Copa de 50. De arrepiar.

2 – Na exposição do Pelé, que é temporária, a primeira atração é uma réplica do vestiário do Maracanã na frente daquele vídeo que todos conhecemos de Pelé deixando o campo em sua despedida. O som do estádio fica auto no seu ouvido e você se sente indo embora do gramado ou na arquibancada ovacionando o Rei.

1 – Não tem a menor sombra de dúvida. A parte mais emocionante do museu do futebol é a sincronia de telões numa instalação abaixo da arquibancada do Pacaembu. São vídeos de diversas torcidas do Brasil cantando, pulando, chorando, xingando. Tudo o que a gente gosta num estádio. Para um amante das arquibancadas como eu, é para ficar ali uma hora assistindo e se bobear ainda pegar a sessão seguinte.

Esta é a parte boa.

De ruim eu achei o fato de não ter muita informação em inglês (acho que este museu merece ser o principal destino em São Paulo para turistas gringos). Achei cafona o vídeo em 3D do Ronaldinho fazendo embaixada e sambando com uma caveira (parece comercial ruim).

Mas pouca coisa. O resto vale muito mais.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
20/10/2008 - 13:14

Kleber, Alex e Ibra… entre outras

Compartilhe: Twitter

+++Aqui se faz e lá se paga

Kleber e Denílson ’empataram’ o jogo com aquele primeiro gol. Toda a jogada foi deles. E muitos méritos para Kleber que em dado momento do jogo era o único palmeirense, incluindo a torcida, que ainda acreditava. Ele é o jogador mais interessante deste Brasileirão pelo Palmeiras mesmo com o recente lampejo do Diego Souza, a boa fase de Marcos e com a chuva de gols do Alex Mineiro.

Kleber e Denílson são crias do Morumbi, sempre bom lembrar.

+++Alex, o canhoto

Não é o do Fenerbahce (cansei de falar desse, não adianta). É o Alex canhoto do Inter na minha opinião o melhor jogador deste Brasileirão. Contra o Atlético-PR, deu um passe incrível para o Nilmar num gol e fez um golaço ele mesmo. As duas jogadas lembraram os melhores momentos do Mundial de Futsal.

+++Julio Cesar x Doni

A Inter venceu a Roma por 4 x 0 e Ibracadabra passeou por Juan e Doni como quis. E o tanto que o Ibrahimovic é marrento comemorando gol? Tá louco… revaliza com o Cristiano Ronaldo. Seria o tetra a caminho ou Ronaldinho e Kaká, que aos poucos vão se entrosando muito bem, vão conseguir alcançar?

+++ Com o Grêmio, onde o Grêmio…

A torcida fez a parte dela e foi ao estádio do Canindé. Mas o time deixou a desejar de novo. Deu sorte que alguns quilometros dali SP x Pal empataram. O campeonato está muito bom, obrigado.

+++ Uma vez Flamengo…

Olha ele aí de novo. Com requintes de crueldade ganhando do Vasco que vai cair.

+++ Tão combatido, jamais …

E se tem um time que saiu bem na fita mesmo, mais que o Flamengo, foi o Cruzeiro. Hoje deve ser legal ser cruzeirense e ir para a escola ou faculdade ou trabalho em BH. Dia feliz.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
16/10/2008 - 15:56

Seleção: zaga de primeira, ataque de segunda

Compartilhe: Twitter

Veja só como o futebol pode ter alguma lógica. A Seleção Brasileira que empatou em casa com a Colômbia tem seus jogadores defensivos ‘de primeira linha’ e os ofensivos do segundo escalão do futebol mundial.

Júlio Cesar e Maicon disputam a Champions League pela Inter de Milão. Juan é zagueiro de Champions League da Roma e Lúcio é o xerifão do Bayern de Munique, também participante do maior torneio de clubes da Europa.

Completa a zaga Kleber que, mesmo atuando no Brasil, disputou neste ano a competição máxima de clubes do continente, a Libertadores da América pelo Santos.

Gilberto Silva, que é como se fosse um zagueiro, também está na Champions League, pelo Panathinaikos da Grécia.

Pois agora vamos ao meio para frente. Começando por Josué, carregador de piano do Wolfsburg, que disputa a Copa da Uefa, o torneio segundo escalão de clubes da Europa. Ainda na Copa da Uefa, tem Kaká, do Milan, e o trio Manchester City Elano, Robinho e Jô.

Nossa zaga, não à toa, é uma das melhores do mundo desde ainda antes da Copa do Mundo de 2006. Assim eles saíram no zero ontem novamente e se mantém como a zaga menos vazada das Eliminatórias, com apenas 4 gols em 10 jogos.

Do outro lado, nosso ataque ‘de segunda’ tem o terceiro melhor ataque da competição, fora as tais 5 horas sem marcar em casa. Adriano e Luis Fabiano, que são nossos atacantes que disputam a Champions League convocáveis, marcaram 5 dos 15 gols do time.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo