Publicidade

Publicidade
22/09/2008 - 12:59

O fator Inter e o futebol no Mundo

Compartilhe: Twitter

O Internacional ganhou três seguidas. Flerta com a zona da Libertadores com um time que, convenhamos, era para brigar pelo título. Uma vaga na Libertadores salva a temporada. Mas uma vitória no domingo no Gre-Nal salva ainda mais. Além de seguir na balada, pode tirar o rival da liderança.

***

O Palmeiras segue como o favorito a desbancar o Grêmio. Mas Cruzeiro, Flamengo e São Paulo estão vivos. Na próxima rodada, uma combinação nada improvável de resultados (vitórias de Inter, Náutico, Flamengo, São Paulo e Botafogo) pode colocar uma diferença de cinco pontos do primeiro ao sexto.

+++

Mais emocionante do que isso, só a briga do rebaixamento. Náutico (13o.) pra baixo, tudo pode acontecer.

Milanezas

– E o Milan começa a se acertar em campo, adivinha, com Ronaldinho no banco. Barcelona no final e Seleção Brasileira não foram muito diferentes. Quando uma pessoa te fala uma coisa, você desconfia. Quando duas pessoas te falam uma coisa, você começa a se preocupar. Quando uma terceira pessoa vem com a mesma opinião, olha, melhor ficar bem preocupado.

– Alexandre Pato parece outro jogador. Depois do fiasco em Pequim e de um primeiro semestre bem discreto no Milan, ele quase foi emprestado (pena que não foi). Mas já na quinta, no jogo pela Uefa, era outro Pato. Corria muito e queria fazer gol. Nada como quando a água bate na bunda. Fez mais um no final de semana, de cabeça, e quem sabe ele descobre de novo o faro pelas redes. Chega de toquinho, firula e festinha na comemoração. A gente quer ver gol.

– E a Inter de Mourinho já é favorita para tudo de novo. O terceiro gol, do Ibra, foi a típica jogada que o português gosta, de contra-ataque, compacto.

Inglesas

– Outro que lembrou bons tempos foi o Arsenal. No gol de Denílson toda uma jogada de contra-ataque da molecada agora com Theo Walcott finalmente mostrando que era uma boa aposta em 2006.

– Robinho fez a festa do City mas quem está bem mesmo é Jô, que provavelmente será um jogador muito valorizado na Premier League pelo estilo e altura que tem. Jô é brasileiro, mas tem o jeitão dos principais atacantes africanos, que tanto dão certo na Terra da Rainha.

– Mas legal mesmo foi Chelsea 1 x 1 Manchester United. Tudo é mais bonito por lá, do futebol ao estádio, dos uniformes aos craques. Parece outro esporte se você compara com qualquer jogo do Brasileirão e nossos estádios. Pena que Deco não jogou e Cristiano Ronaldo entrou no fim. E, convenhamos, Berbatov ainda não mostrou a que veio. Com Tevez, Rooney (o melhor em campo) e Ronaldo, seria outra história. Fica para o segundo turno, ou a Champions, a FA Cup.

Bayern

– O Bayern de Munique é meu palpite para ser a surpresa (não zebra, porque o Bayern é o Bayern) desta Champions League. O time é ótimo. Agora como é que eu vou explicar a derrota em casa para o Werder Bremen do Diego por 5 x 2? Complicado.

Aguero e Messi

O campeonato espanhol já vivei de duelos Ronaldo x Ronaldinho. Agora, quem manda lá são os argentinos. O romarinho Aguero e o maradoninha Messi estão deitando e rolando numa temporada que se não é mais tão atrativa quanto antes, com Valencia e Atletico fortes, pode ser emocionante.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

2 comentários para “O fator Inter e o futebol no Mundo”

  1. zezito disse:

    eu, assisti Chelsea x United, o resultado ficou de bom tamanho para os dois, mas o que vai fazer a diferença nessa temporada para o Chelsea vai ser o preparação fisica.

  2. REi disse:

    O futebol é u futebol mesmo. Ronaldinho na reserva, comendo o pão que o diabo amassou com rabo… de repente, vai lá e pimba! Destrói exatamente o maior rival! É por isso que eu adoro esse esporte!

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo