Publicidade

Publicidade
22/10/2007 - 11:11

Maracanã: o grande templo do futebol brasileiro

Compartilhe: Twitter

O público deste Brasileirão é impressionante. A última rodada, mesmo com o campeão decidido, é a prova do sucesso da fórmula do campeonato. Vale a pena investir nela.

Discussões ‘Pontos Corridos x Mata-Mata’ a parte, eu quero mesmo falar do Maracanã.

Quem é do Rio e frequenta estádio pode parar de ler por aqui o post se quiser. Eu, frenquentador voraz de arquibancadas sobretudo em São Paulo e Curitiba, como não ia ao Maracanã desde o fim da reforma, confesso que fiquei impressionado e vou escrever a respeito.

Fui lá duas vezes na última semana. Para ver um jogo ‘familiar’ (Brasil x Equador) e um jogo mais de risco, Flamengo x Vasco. Não vou tomar o primeiro como exemplo, pois acho que é uma festa, com um público diferente, que foge um pouco à discussão do futebol de clubes, nossa realidade.

Pois lá fui de arquibancada ver Flamengo x Vasco. E você pode perguntar. Em que torcida? Eu respondo: nas duas. Afinal a arquibancada branca do Maracanã reúne, acredite, torcedores de Vasco e Flamengo. Separados apenas por pessoas. Sem cordões, sem policiais. Cada um com a sua camisa.

Como dá vontade de ainda acreditar no ser humano ao ver flamenguistas e vascaínos comemorando gol lado a lado. Aqui em São Paulo ou mesmo no Sul do País, todos sabem, torcedor com camisa adversária do lado errado, vai apanhar. Não importa se você é palmeirense e seu irmão corintiano (acontece nas melhores famílias). Lá do outro lado da barreira policial, ele é inimigo.

O Maracanã tem cadeiras (com encosto) em todo o estádio. Tem banheiros em todos os lugares (não químico, como no Pacaembu). Tem funcionários que te abordam na entrada (armados com um sorriso) dizendo bem-vindo ao Maracanã. Tem outras mocinhas simpáticas que fazem pesquisa de satisfação. Tem ouvidoria fácil de achar.

Tem cerveja, coisa que virou o grande demônio paulistano (como se os violentos não bebessem tudo antes de entrar e como se o cidadão sério que gosta dessa combinação cerveja e futebol não pudesse tomar duas ou três latinhas durante o jogo).

Tem telão, um de cada lado, mostrando o jogo, informando e, em alguns casos, animando a torcida. A violência fica do lado de fora do estádio. Tudo sem babaquice. Claro que os torcedores se xingam, se amaldiçoam. Faz parte do futebol. Da festa.

O Maracanã, não se enganem, é o grande templo do futebol brasileiro. É mais moderno que a Baixada. É mais profissional que o Morumbi. É mais caldeirão que o Olímpico.

E é muito, mas muito mais democrático que qualquer capitão Nascimento da vida.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

8 comentários para “Maracanã: o grande templo do futebol brasileiro”

  1. Dan disse:

    No Blog do Juca ele publica depoimentos de torcedores que passaram o diabo no Maracanã. E vc fala que lá é o paraíso. Vá entender…

  2. Cesinha disse:

    Concordo c/ td q vc disse, mas tenho algumas coisas a acrescentar… Antes de mais nada, esclareco: sou Sao Paulino, moro em Sao Paulo e sempre vou ao Morumbi !!! Como estava no Rio semana passada, fui ao Maracana ver Vasco x Flamengo na quinta e ontem, Flamengo x Gremio. Na quinta foi td maravilhoso, compramos ingressos antes (R$ 15.00 arquibancada), chegamos cedo, etc… Puder ver casais e pais c/ criancas c/ a camisa do Vasco passando tranquilamente no meio da torcida (inclusive das ‘uniformizadas’) do Flamengo sem sofrer nenhum ‘terrorismo’, recebi o ‘bem-vindo ao Maracana’ (e estranhei), ganhei de presente uma camisa da Urubuzada (torcida uniformizada), comprada dentro do estadio (cada torcida vende seus artigos), tomei cerveja o jogo inteiro (latao e latinha) e o banheiro tb tava tranquilo (embora mtos faziam a necessidade em copos plasticos e largavam no canto da arquibancada mesmo) !!! So q ontem foi um terror… cheguei mais cedo (1h30 antes do jogo) e nao consegui comprar ingresso !!! Bilheteria aberta tinha, mas a bagunca era geral… Reclamam das filas do Morumbi, ta certo, tb nao concordo c/ a demora, mas pelo menos existe ‘fila’ !!! O q eu vi ontem foi um baita amontoado de gente, sem ordem nenhuma e uns 50 policiais do lado, conversando e dando risada enquanto ‘escolhiam’ em quem bater !!! So entrei no estadio no intervalo, e tive q comprar ‘cadeira’ a R$ 15.00 (antiga geral), do outro lado do estadio, proximo a saida do metro e do trem (sim, o Maracana eh servido por metro e trem) !!! Mas resumindo: gostei do q vi, o estadio ficou lindo e mto moderno depois das reformas !!!

  3. Francisco Chagas disse:

    hehe…como eh bom ver a paulistada rendendo-se ao maraca!
    Como eh bom!
    Pena que ainda exita um bando de idiota que vive falando, ou escrevendo, mal do Rio.
    Mesmo sem qualquer conhecimento real de causa.

  4. Meneghiti disse:

    Invejo há tempos o espitirito do carioca qnt ao futebol, vc vai ao jogo assistir, torcer, pode entrar com bandeiras, pois lá não usam como lanças pra tentar matar a torcida adversária ou cara que está ao seu lado q “canta” o jogo todo, mas po não sei se vale exaltar tanto o Maraca, com certeza acho sim o templo do futebol brasileiro, mas todos sabem que a reforma foi patrocinada pelo PAN ou seja a super faturada obra do Pan, é como se orgulhar do time do corinthians ter tido tantos craques e um brasileiro com dinheiro sujo, e sou corinthiano fanático!

  5. Carla disse:

    Não sei porque os cariocas têm esse complexo de inferioridade em relação a São Paulo, tudo têm que comparar a São Paulo, chega de recalque, turma, cada um na sua, ainda bem que o Morumbi é do São Paulo Futebol Clube, não precisamos usar estádio da prefeitura para jorgarmos, assim como fazem os “grandes” times cariocas! E não acho que favela, morro, traficante, e tanque de guerra seja maravilhosos. Sem ofensas, é apenas um comentário, ou melhor, uma constatação. Abraços.

  6. Paulo disse:

    Amigos,
    sou frequentador assíduo do maraca a 10 anos, e olha que tenho 22. O último jogo que assisti foi Flamengo e São Paulo pois estou com muitas provas na faculdade (estudo na uerj, ao lado do maraca) e sem muito tempo livre. concordo com o Maurício em quase tudo mas quero registrar que como em todo estádio do brasil há vandalos e torcedores. A maioria das vezes que vou ao maraca levo minha namorada, flamenguista como eu e nunca tive problemas. O maraca melhorou muito mas ainda pode melhorar mais um pouco.
    Abç a todos
    P.S: Maurício, as cadeiras verdes do maracanã não tem encosto.

  7. leonardo atleticano disse:

    maurício,pela televisão,que é a unica forma até hj que eu conheci o maracanã,ele me parece realmente maravilhoso,quanto as confusões,os notíciários mostram coisas terríveis antes e depois dos jogos,difícil acreditar que ,la dentro tudo se acalme,mas pode ser,sou frequentador do mineirão,muito belo por sinal,mas não tão bem cuidado,sem melhorias a muito tempo e com pouco respeito ao torcedor,a falta da cerveja é um desrespeito ao cidadão,,ir ao mineirão tomar cerveja gelada comendo tropeiro não é mais possível,o que se vê são pessoas já entrando bêbadas no estádio,e aquele tumulto na hora do jogo pois todos deixam para entrar em cima da hora para poder beber uma gelada com os amigos. A polícia + ministério público,reduziram o tamanho do mineirão de 100.000,00 para 55.000,00 torcedores em nome da segurança,cortam a cerveja em nome da segurança,te aconselham não sair de casa em dia de jogos,generalizam como bandido o torcedor,pois garantir sua ida e volta com segurança,respeito na entrada e saída do estádio,poder tomar uma cerveja com os amigos depois de uma semana de trabalho,isso é complicado

  8. Renato Portaluppi disse:

    Mais caldeirão que o Olímpico? HHAHAHAHAHAHA. Por acaso tu já ficaste na Geral do Olímpico? Para de escrever bobagem.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo