Publicidade

Publicidade

Arquivo de junho, 2006

28/06/2006 - 17:26

Compartilhe: Twitter

Três coisas

Parreira

Essa define tudo: “seremos campeões apesar de ser o Parreira o treinador”.

Nossa seleção é a melhor pelo que já foi visto até aqui. Seja o onze escalado qual for.

Por que criticar?

O que algumas pessoas não estão entendendo é que não somos críticos infundados. Estou lendo por aí e também aqui que quem questiona a maneira da seleção jogar não é brasileiro. O que as pessoas que não tem tanta vivência de futebol necessitam entender é que gostaríamos de ver a seleção usufruindo de todo o potencial que ela tem.

E esse potencial se fez claro contra o Japão. É óbvio que o adversário era outro, mas o toque de bola e o estilo de jogo da nossa seleção foram mudados como quando se muda da água para o vinho. Isso é fato e deve ser admitido e ponderado.

Agora um monte de meninas entrando e falando palavras de baixo calão quando não se acredita que os jogadores renderam é o ó do borogodó. (pra quem tá meio perdido, basta dar uma olhada nos comments do post pós jogo do blogueirodacopa).

Deus abençõe a internet

Estava eu pensando aqui que seria muito sem graça ganhar mais uma Copa. Argentinos eu conheço uns três, portugueses uma meia dúzia, alemães por aí também… de quem tiraríamos um sarrinho???

Mas com a grande rede hoje nos trazendo visitantes lusos (como são educados!) eu comecei a acreditar que não se deve ter pena nenhuma.

Hexa neles, Brasil!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
28/06/2006 - 17:26

Compartilhe: Twitter

Três coisas

Parreira

Essa define tudo: “seremos campeões apesar de ser o Parreira o treinador”.

Nossa seleção é a melhor pelo que já foi visto até aqui. Seja o onze escalado qual for.

Por que criticar?

O que algumas pessoas não estão entendendo é que não somos críticos infundados. Estou lendo por aí e também aqui que quem questiona a maneira da seleção jogar não é brasileiro. O que as pessoas que não tem tanta vivência de futebol necessitam entender é que gostaríamos de ver a seleção usufruindo de todo o potencial que ela tem.

E esse potencial se fez claro contra o Japão. É óbvio que o adversário era outro, mas o toque de bola e o estilo de jogo da nossa seleção foram mudados como quando se muda da água para o vinho. Isso é fato e deve ser admitido e ponderado.

Agora um monte de meninas entrando e falando palavras de baixo calão quando não se acredita que os jogadores renderam é o ó do borogodó. (pra quem tá meio perdido, basta dar uma olhada nos comments do post pós jogo do blogueirodacopa).

Deus abençõe a internet

Estava eu pensando aqui que seria muito sem graça ganhar mais uma Copa. Argentinos eu conheço uns três, portugueses uma meia dúzia, alemães por aí também… de quem tiraríamos um sarrinho???

Mas com a grande rede hoje nos trazendo visitantes lusos (como são educados!) eu comecei a acreditar que não se deve ter pena nenhuma.

Hexa neles, Brasil!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
27/06/2006 - 20:50

Compartilhe: Twitter

Brasil 3 x 0 Gana

por Carlos Sperandio Jr

Um no ferro, outro na ferradura.

Parreira consegue ter mais poder que qualquer outro brasleiro nesses últimos dias. Estamos totalmente dependentes do seu humor. Talvez, quem saiba infelizmente, também dos seus interesses.

Esta Copa já sabíamos de antemão que tem tudo pra ser nossa. Mas não imaginávamos que seria com tanto sofrimento. E tudo isso só tem um responsável: Carlos Alberto Parreira.

O jogo em si deu pro gasto. Mesmo sem jogar tudo o que sabia e podia, muito pela escalação errônea, pouco pela má vontade dos nossos meias, ganhamos classicamente com três a zero.

Estamos com a sorte dos campeões. Não levar um gol após ter sido tão pressionado mostrou muita sorte. A defesa não esteve bem como nas outras partidas. Mas até agora, melhor tomar um ou outro golzinho do que ser desclassificado sem tomar gol.

Cafu meu querido capita. Chega de recordes. Entra no 2o tempo da final e pronto. Por favor!

Meu caro Parreira, confundimos velocidade com pressa? Eu acho que a confusão foi entre tática e talento. Muito se acredita que a seleção não precisa de esquema para ser regida. Imagine se tivéssemos um maestro. Voaríamos.

Talvez seja pegação no pé. Mas todos os programas de esportes que venho assistindo estão contra o 1-11 titular. Será que o Parreira acredita mesmo que esta é a melhor seleção?

Eu era um dos quadrado-maníacos. Mas não sou burro. Não dá certo tem que mudar. Na pior das hipóteses votou com a maioria. Robinho, meu filho, ‘teje pronto para voltar!

Esta foi a 3a partida desta Copa que o Gaúcho não entrou em campo, vem acontecendo algo de errado na cabeça do melhor do mundo???

Até Kaká resolveu folgar hoje. Há de se considerar a jogada do 1o gol, mas foi só. Muito pouco para quem estava se sobressaindo.

Que venha a França. E mais uma semana de sofrimento com previsões e promessas.

[]’s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
27/06/2006 - 20:50

Compartilhe: Twitter

Brasil 3 x 0 Gana

por Carlos Sperandio Jr

Um no ferro, outro na ferradura.

Parreira consegue ter mais poder que qualquer outro brasleiro nesses últimos dias. Estamos totalmente dependentes do seu humor. Talvez, quem saiba infelizmente, também dos seus interesses.

Esta Copa já sabíamos de antemão que tem tudo pra ser nossa. Mas não imaginávamos que seria com tanto sofrimento. E tudo isso só tem um responsável: Carlos Alberto Parreira.

O jogo em si deu pro gasto. Mesmo sem jogar tudo o que sabia e podia, muito pela escalação errônea, pouco pela má vontade dos nossos meias, ganhamos classicamente com três a zero.

Estamos com a sorte dos campeões. Não levar um gol após ter sido tão pressionado mostrou muita sorte. A defesa não esteve bem como nas outras partidas. Mas até agora, melhor tomar um ou outro golzinho do que ser desclassificado sem tomar gol.

Cafu meu querido capita. Chega de recordes. Entra no 2o tempo da final e pronto. Por favor!

Meu caro Parreira, confundimos velocidade com pressa? Eu acho que a confusão foi entre tática e talento. Muito se acredita que a seleção não precisa de esquema para ser regida. Imagine se tivéssemos um maestro. Voaríamos.

Talvez seja pegação no pé. Mas todos os programas de esportes que venho assistindo estão contra o 1-11 titular. Será que o Parreira acredita mesmo que esta é a melhor seleção?

Eu era um dos quadrado-maníacos. Mas não sou burro. Não dá certo tem que mudar. Na pior das hipóteses votou com a maioria. Robinho, meu filho, ‘teje pronto para voltar!

Esta foi a 3a partida desta Copa que o Gaúcho não entrou em campo, vem acontecendo algo de errado na cabeça do melhor do mundo???

Até Kaká resolveu folgar hoje. Há de se considerar a jogada do 1o gol, mas foi só. Muito pouco para quem estava se sobressaindo.

Que venha a França. E mais uma semana de sofrimento com previsões e promessas.

[]’s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
22/06/2006 - 18:33

Compartilhe: Twitter

Brasil 4 x 1 Japão

O esquema tático mudou. Não foi substituição de 6/6. Deixar um atacante isolado na frente, outro atacante ágil e com muita movimentação, dar gás aos laterias, colocar um volante que aparece com mais qualidade e desafogar os meias de ligação é muita mudança.

Os deuses do futebol quase estragaram nossa maior esperança de ver esse futebol alegre pro resto da Copa. Ainda bem que empatamos na descida ao vestiário. Já imaginou se o Parreira mexe antes?

Ronaldo foi ótimo. Mas Adriano ou Fred também seriam com a seleção jogando para o centroavante.

Ricardinho destoa da qualidade dos outros. Numa seleção de toques rápidos, quem cadencia a bola acaba se destacando negativamente.

Cicinho e Gilberto já!

Juninho Pernambucano é iluminado. Mais do que o Zé. Um é nove e meio, o outro é dez.

Gilberto Silva ainda é menos confiante do que o Emerson. A única substituição que eu não repetiria.

Grande Parreira. Obrigado por hoje. Vejamos como vai ser na terça-feira.

[]´s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
22/06/2006 - 18:33

Compartilhe: Twitter

Brasil 4 x 1 Japão

O esquema tático mudou. Não foi substituição de 6/6. Deixar um atacante isolado na frente, outro atacante ágil e com muita movimentação, dar gás aos laterias, colocar um volante que aparece com mais qualidade e desafogar os meias de ligação é muita mudança.

Os deuses do futebol quase estragaram nossa maior esperança de ver esse futebol alegre pro resto da Copa. Ainda bem que empatamos na descida ao vestiário. Já imaginou se o Parreira mexe antes?

Ronaldo foi ótimo. Mas Adriano ou Fred também seriam com a seleção jogando para o centroavante.

Ricardinho destoa da qualidade dos outros. Numa seleção de toques rápidos, quem cadencia a bola acaba se destacando negativamente.

Cicinho e Gilberto já!

Juninho Pernambucano é iluminado. Mais do que o Zé. Um é nove e meio, o outro é dez.

Gilberto Silva ainda é menos confiante do que o Emerson. A única substituição que eu não repetiria.

Grande Parreira. Obrigado por hoje. Vejamos como vai ser na terça-feira.

[]´s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
21/06/2006 - 19:04

Compartilhe: Twitter

O amanhecer da noite de núpcias

Pessoal, desculpas pela ausência e pelas férias forçadas que esse blog teve que passar devido ao meu matrimônio. Aos que me desejaram felicidades, retribuo, e também divido o bom astral com a nossa seleção.

Tive muitas impressões durante esse período fora, mas tentar condensar todas num único post é tarefa impossível.

Acho que o jogo de amanhã contra o Japão será decisivo. Não vale classificação, mas vale o futuro do estilo de jogo brasileiro.

Escrevi que era contra o Ronaldo na Copa uns 3 meses atrás e fui duramente criticado. Hoje dou uma sorriso maroto ao ler as notícias. Concordo que ele é diferenciado. Mas ele não ESTÁ diferenciado. O ônus para toda a equipe por perder um craque é muito grande.

Assim como a posição do Gaúcho. Ele é gênio. Mas não tem demonstrado intimidade com a posição em que está jogando. Os que estão nas posições de origem estão jogando muita bola. Zé Roberto, Emerson, Kaká e a própria zaga.

Hoje mais uma patada no Ronaldo. Ele está com 90,5 kg!!! Caraca, pra um jogador de futebol profissional?!?!?!? E isso que emagreceu 4,5 kg desde o início da preparação física! Comentem vcs, estou sem palavras …

Voltando à partida de amanhã. Parreira irá mudar. Só que vai ser 6 por meia dúzia. Ele prefere errar com o que conhece a mudar um desenho tático pra um esquema que nunca testou. Esqueçam Juninho no lugar de Ronaldo puxando o Gaúcho pro ataque. Isso se acontecer o Parreia morre. Sim queríamos o quadrado. Mas o mágico e não o trágico!

Mudar os laterais de extrema confiança? Jamais! Rezem por cartões ou expulsões…

Mas ainda resta a esperança. Quem sabe ele tenta nesse jogo que não custará a desclassificação um teste mais importante. Argentina e Holanda hoje fizeram e mostraram que é possível.

Pra terminar fica a pidinha do dia: dizem que o Zico pediu pro Parreira diminuir um pouco o ritmo a fim de facilitar pro Japão. Nosso treinador, muito solícito, disse que não haveria problema e que escalaria então os reservas. Zico deu um grito e saiu correndo “nããããããooooooooooooooooooooooooo…………”.

Boa sorte pra nós amanhã.

[]´s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
21/06/2006 - 19:04

Compartilhe: Twitter

O amanhecer da noite de núpcias

Pessoal, desculpas pela ausência e pelas férias forçadas que esse blog teve que passar devido ao meu matrimônio. Aos que me desejaram felicidades, retribuo, e também divido o bom astral com a nossa seleção.

Tive muitas impressões durante esse período fora, mas tentar condensar todas num único post é tarefa impossível.

Acho que o jogo de amanhã contra o Japão será decisivo. Não vale classificação, mas vale o futuro do estilo de jogo brasileiro.

Escrevi que era contra o Ronaldo na Copa uns 3 meses atrás e fui duramente criticado. Hoje dou uma sorriso maroto ao ler as notícias. Concordo que ele é diferenciado. Mas ele não ESTÁ diferenciado. O ônus para toda a equipe por perder um craque é muito grande.

Assim como a posição do Gaúcho. Ele é gênio. Mas não tem demonstrado intimidade com a posição em que está jogando. Os que estão nas posições de origem estão jogando muita bola. Zé Roberto, Emerson, Kaká e a própria zaga.

Hoje mais uma patada no Ronaldo. Ele está com 90,5 kg!!! Caraca, pra um jogador de futebol profissional?!?!?!? E isso que emagreceu 4,5 kg desde o início da preparação física! Comentem vcs, estou sem palavras …

Voltando à partida de amanhã. Parreira irá mudar. Só que vai ser 6 por meia dúzia. Ele prefere errar com o que conhece a mudar um desenho tático pra um esquema que nunca testou. Esqueçam Juninho no lugar de Ronaldo puxando o Gaúcho pro ataque. Isso se acontecer o Parreia morre. Sim queríamos o quadrado. Mas o mágico e não o trágico!

Mudar os laterais de extrema confiança? Jamais! Rezem por cartões ou expulsões…

Mas ainda resta a esperança. Quem sabe ele tenta nesse jogo que não custará a desclassificação um teste mais importante. Argentina e Holanda hoje fizeram e mostraram que é possível.

Pra terminar fica a pidinha do dia: dizem que o Zico pediu pro Parreira diminuir um pouco o ritmo a fim de facilitar pro Japão. Nosso treinador, muito solícito, disse que não haveria problema e que escalaria então os reservas. Zico deu um grito e saiu correndo “nããããããooooooooooooooooooooooooo…………”.

Boa sorte pra nós amanhã.

[]´s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
14/06/2006 - 13:17

Compartilhe: Twitter

Do Estádio Olímpico

por Mauricio Teixeira

Como faz tempo que eu não aparecia por aqui, vou deixar a foto que fiz ontem no jogo. Para ver meus posts, acesse o Blogueiro da Copa. Para o meu amigo Carlos do blog e a Adriana, aproveitem a festa. Felicidades.

Ps. Ótimo trabalho aqui no blog na minha ausência. Como a Alemanha pode viver sem Ballack, o BlogdeBola também pode muito bem viver sem mim.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
14/06/2006 - 13:17

Compartilhe: Twitter

Do Estádio Olímpico

por Mauricio Teixeira

Como faz tempo que eu não aparecia por aqui, vou deixar a foto que fiz ontem no jogo. Para ver meus posts, acesse o Blogueiro da Copa. Para o meu amigo Carlos do blog e a Adriana, aproveitem a festa. Felicidades.

Ps. Ótimo trabalho aqui no blog na minha ausência. Como a Alemanha pode viver sem Ballack, o BlogdeBola também pode muito bem viver sem mim.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo