Publicidade

Publicidade
29/12/2005 - 10:17

Compartilhe: Twitter

Futebol e Geopolítica

por Maurício Teixeira

Como se sabe, a Espanha é um retalho de ‘países’. Alguns mais fortes e conhecidos como o Pais Basco e a Catalunha, mas cada provincia do pequeno país, em maior ou menor escala, tem suas rusgas com a capital e a coroa. Pois é nesta época de entressafra de futebol, que o esporte dá uma força para firmar os nacionalismos (ou regionalismos). Veja os amistosos que ocorreram ontem e o que será hoje, permitidos pela Fifa e Uefa.

Catalunha 1 x 1 Paraguai
O jogo foi no Camp Nou. Para constar, do Dream Team do Barça apenas dois jogadores participaram da partida (Valdez e Oleguer). Segundo o Diario As, 22 mil pagantes foram ao jogo. Já o catalão Mundo Deportivo, diz que foram 33 mil. Rivalidades também dos jornais a parte, tirando a média, bem menos do que as apresentações de Ronaldinho e cia.

Seleção Basca (Euskadi) 0 x 1 Camarões
Se existe uma seleção que enche estádio, emociona todo um povo e é um time relativamente forte é a seleção do Pais Basco. Como o Athletic Bilbao proíbe jogadores que não sejam bascos e a Real Sociedad não deixa espanhóis jogarem, o time é historicamente a base das duas equipes e os jogadores já se conhecem. Etxeberria, Urzaiz, Yeste foram algumas das feras no jogo que lotou o estádio San Mamés, conhecido como Catedral. Eto’o não jogou e segundo relatos a partida foi disputada como final de Copa do Mundo.

Comunidad Valenciana 2 x 1 Colombia
Valencia e Villarreal são as grandes equipes da Comunidad Valenciana. Como ambos têm mais jogadores estrangeiros que da região, poucos são os destaques da equipe, como Rufete, David Navarro e Juanfran (os dois últimos marcaram). O jogo foi no Mestalla e teve um fracassado público de 10 mil pagantes.

Andalucia 4 x 1 China
Tiveram que convidar a China para que a seleção andaluza vencesse sua primeira partida em 15 anos. Além disso, a seleção da província de maior influência árabe da Espanha contou com várias feras na equipe, várias da seleção espanhola como Marchena, Joaquin, Sergio Ramos, Luque, Tristán entre outros. Para alegria do Real Madrid, Sergio Ramos saiu de campo contundido.

Murcia 1 x 1 Lituânia
A seleção murciana jogou pela primeira vez na sua história para um bom público de 10 mil pagantes. Com Mista e Javi Garcia e com Camacho como técnico.

Galícia x Uruguai
Sessenta e seis anos depois, a seleção da Galícia vai jogar hoje novamente. O adversário não poderia ser de maior prestígio, o Uruguai. O jogo será em San Lazaro e contará com galegos de prestígio como Fran, Otero e Michel Salgado. Os dois primeiros serão homenageados e aproveitam a ocasião para realizar um sonho: vestir a camisa da seleção de sua província pela primeira vez na última partida de suas carreiras.

atualização de sexta 30: Galicia 3 x 2 Uruguai.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

4 comentários para “”

  1. Staccato disse:

    Se a seleção da Espanha já é ruim imagine a dos “países” que a compõe. Deve ser um horror.

  2. Antônio disse:

    Muito bom o enfoque esportivo-cultural desta notícia. Valeu.

  3. ze disse:

    Maravilhoso o texto

  4. ronaldo lao disse:

    Genial, taí uma boa maneira de aperfeiçoar os cursos de história nas escolas. Parabéns..

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo