Publicidade

Publicidade
19/07/2004 - 19:09

Compartilhe: Twitter

Final de Semana Futebolístico

por Carlos Sperandio Jr

Um set a um. O seis zero que aplicou no Goiás na rodada anterior voltou em forma de castigo para o Atlético Paranaense. Méritos ao Internacional que continua com um time forte, concorrente direto a uma das vagas a Libertadores, como no ano passado. O Furacão, que tomou sua maior saraivada na história de nacionais, precisa começar a pensar no significado desta ciclotímica alternância de bons e maus momentos: o que acontece?

*****

Direto de Portugal chega às nossas telas imagens dignas de torcida x polícia x descaso. A narração do canal donde vi o lance foi perfeita e a transcrevo aqui: ‘torcedor entra em campo para manifestação pacífica quando é alcançado por quatro policiais e agredido já no chão. Vendo tal covarde cena, outros torcedores invadem o campo e agridem os policiais, que tiveram que sair de campo escoltados pelos jogadores do time da casa.’ MeuDeusdocéu. Grande lição ao poder público mal utilizado.

*****

Apesar de muitos não acreditarem, o Flamengo continua ruindo. Mais uma derrota e, desta vez, pelo menos, mudanças ocorreram. Abelão deixou o cargo e o clube acabou de anunciar a contratação do artilheiro Dimba por dois anos. Se Júlio César continuar jogando o que está na seleção, e se Dimba vier empolgado, e se Felipe permanecer na Gávea, e se o novo treinador tiver estrela e se os urubus rubro-negros voltarem a ser somente símbolos aí sim acredito na permanência do Mengo na 1ªona. Senão, não.

*****

E o Santos caiu. Essa é a graça do futebol. Quando tudo parece sem graça vem algum ‘sobrenatural de Almeida’ e torna a rotina engraçada. O peixe da vez agora é o Porco.

*****

Quem diria que o Paraguai, nosso carrasco, iria sucumbir para o já há anos morto Uruguai? Nem venham com treta, o jogo de quarta é nosso sem pios. Se alguém ousar dizer que é ‘clássico’ já tá abusando. Igual pra igual nunca, nem com a nossa 5ª seleção deveríamos ter dificuldade. Mãããs…

[]´s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo