Publicidade

Publicidade

Arquivo de abril, 2004

09/04/2004 - 15:43

Compartilhe: Twitter

Meninos, leiam o que só ele viu!

por Mauricio Teixeira

Em ‘Meninos, eu vi…’, Juca Kfouri não fala sequer uma linha sobre a cartolagem. Mas a primeira impressão ao terminar a última história do livro é uma só: malditos e nefastos maus dirigentes!!

Afinal, se não fosse por eles, Juca teria todo tempo do mundo para o seu maior talento: escrever deliciosas crônicas como as que fazem parte do livro. O jornalista tem um jeito todo especial de contar as situações mais inusitadas que aconteceram durante seus mais de 20 anos de carreira.

Juca, desde muito cedo, a exemplo de grande parte dos jornalistas, teve a chance de freqüentar lugares que os míseros mortais jamais terão acesso. A diferença dele para os outros, no entanto, é que nunca se deixou levar pelo salto alto. Juca sabe como ninguém que muita coisa que parece sem importância para o profissional da bola pode soar como o elemento que vai encher os olhos do leitor.

É o caso do dia em que o jornalista chorou ao ouvir seu nome na voz de um famoso locutor de rádio ou ainda quando resolveu escrever sobre o péssimo estado dos ‘pés’ dos jogadores de futebol!

Enfim, crônicas maravilhosas. Não deixem de ler! Mas tente não abusar nos elogios como eu mesmo estou fazendo. Afinal, vai que ele se empolga e o Brasil perde seu principal porta-voz pela moralização no esporte!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
07/04/2004 - 17:54

Compartilhe: Twitter

Que beleza, o Riazor!

por Mauricio Teixeira

Aquele espetáculo de estádio na beira do mar do Deportivo La Corunha só pode ser a explicação para a inspiração do time contra o Milan. Um passeio. Há muito tempo o Dida não tomava 4 gols num jogo só (eu não lembro.. deve ter sido ainda no Corinthians)…

Agora é Deportivo x Porto. Times de camisas muito semelhantes, que falam quase a mesma língua (A Corunha fala galego, uma espécie de Portunhol). E a distância entre as cidades é pouco mais de 300 km. Jogaço de qualquer jeito!

E não me deixem arriscar resultados, por favor!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
06/04/2004 - 17:43

Compartilhe: Twitter

Tragédia ou Viva o futebol?

por Maurício Teixeira

O Real Madrid eliminado pelo Monaco e o Arsenal eliminado pelo Chelsea. Dois timaços fora. Dois raçudos e competentes dentro. Eu gostaria muito de ver Arsenal x Real Madrid. E o vencedor deles contra o Milan. Mas e aí? Vai dizer o quê? That’s soccer!!! Viva.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
06/04/2004 - 12:29

Compartilhe: Twitter

Quatro aspas de Maradona sobre Ronaldinho

por Mauricio Teixeira

O outro Rei do Futebol (Momo? maldade…), o mágico Diego Armando Maradona, o melhor depois de Pelé, falou ao jornal Sport da Espanha sobre Ronaldinho Gaúcho. Palavras de quem conhece…

“É lindo que queiram compará-lo comigo, sinto muito orgulho disso. Ele já ganhou uma Copa do Mundo com 22 anos e disputou um grande Mundial em 2002.”

“Hoje em dia, ele está um degrau acima dos outros. Ronaldinho é o maior talento do futebol mundial.”

“É impressionante como pode somar técnica e velocidade…, …e isso só é possível porque ele tem uma cabeça privilegiada. É muito rápido de pensamento”.

“Desde que Rivaldo partiu, o Barcelona precisava de um jogador assim. Agora, é necessário construir a equipe ao redor dele.”

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
05/04/2004 - 19:46

Compartilhe: Twitter

Muito jogo e pouco treino

por Mauricio Teixeira

Veja abaixo a lista de amistosos que temos antes de Brasil x Argentina pelas Eliminatórias.

28/04 – Hungria x Brasil
(Amistoso)(Budapeste)

20/05- Brasil x França
(100 anos da FIFA)(Paris)

25/05- Brasil x Sel.Catalunha
(Amistoso)(Barcelona)

02/06- Brasil x Argentina
(Eliminatórias)(Belo Horizonte)

Sou totalmente a favor deles. Sempre com o time completo, para adquirir o conjunto para a Copa de 2006. Infelizmente, grandes chances de, em alguns deles, não termos vários jogadores. Sobretudo dois vértices do ‘triãngulo fantástico’. O fato é que Milan, Real Madrid têm grandes chances de, 1 ou 2 deles, fazerem a final da Champions League, que acontece no dia 26 de maio, um dia depois de Brasil x Catalunha.

Numa hipotética final entre Milan x Real Madrid, por exemplo, nada menos que Dida, Cafu, Roberto Carlos, Kaká e Ronaldo ficam de fora. Meio time titular. E, para ir mais além, se eu sou o técnico destes dois times, não deixaria nenhum dos brasileiros entrar em campo seis dias antes da final mais importante de suas vidas. Afinal, fora Kaká, são todos da geração 98 e não vão querer perder da França, nosso último grande algoz, mesmo sendo um jogo amistoso e de festa.

Sobra, portanto, uma chance de jogar com o time completo contra a Hungria em Budapeste. Aproveitemos!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
03/04/2004 - 18:36

Compartilhe: Twitter

São Caetano x Santos: análise e analogia

por Carlos Sperandio Jr

Assistir a jogos como a ida e a volta desta semifinal do Paulista consiste na verdadeira cachaça para quem gosta de futebol. Tanto o empate em três, quanto a goleada de quatro demonstraram o quão fascinante e surpreendente pode ser o esporte bretão.

O Santos com seu estilo agressivo, jogadas de efeito e elenco de craques me fez lembrar muito da seleção brasileira. Sempre é favorito. Todos temem. Até que aparece uma seleção “menor”, bem armada, de marcação forte e derruba o Golias.

O São Caetano foi perfeito. Jogou seu feijão com arroz, que, diga-se, é de extremo sabor, e embolsou a vaga para a final. Tenho pena de Palmeiras ou Paulista.

A grande lição, no entanto, é geral: ter grande elenco e ficar dependente exclusivamente dele é pouco para um esporte tão cheio de alternativas.

A receita certa para o sucesso hoje no futebol brasileiro é associar uma estrutura de planejamento que reverte o dinheiro ganho pelo futebol no próprio futebol a competentes contratações de treinador e jogadores de nome e técnica reconhecidos.

É esperar para ver do que o Azulão é capaz.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
01/04/2004 - 23:03

Compartilhe: Twitter

PAR 0
BRA 0

por Carlos Sperandio Jr

Três pontos positivos

Acredito que para quem jogou junto a 1ª vez fora dos vídeo-games , o desempenho do “trio melhor do mundo” foi bem razoável. Principalmente quando um saía pegar a bola (geralmente o Gaúcho) e passava para o pivô (geralmente o Fenômeno) ajeitar para a conclusão (geralmente do Kaká). Acredito que há esperança no reino canarinho. A Copa, que é o que interessa, como bem disse meu sócio, ainda está longe. Tomara que os amistosos até o jogo do Mineirão contra a Argentina nos dêem ritmo.

***

Ou o Paraguai estava com muito sono ou com muito medo. Acredito que os dois. Sorte para nossa zaga que se deu bem. Mas foi apenas um jogo. Temos dificuldade com regularidade na defesa. Enfim, mesmo elogiando não consigo confiar nessa zaga. Mas não tomou gol, então é destaque.

***

Os nossos leitores estão cada vez mais entendidos. Alguém comentou que o Renato iria acabar com o jogo, acredito que para quem nunca tinha estado entre as estrelas, foi dele o melhor desempenho. Outro disse sobre a atuação apagada de Zé Roberto. Concordo. Mas aqui o que faltou foi orientação tática. Sejamos razoáveis, mesmo com a caixa de ferramentas aberta, os caras carregaram o piano direitinho.

Três pontos negativos

Empate por empate, quem me dera tivesse sido 4 a 4. Falta de gol é uma desgraça. Dá muuuito sono mesmo.

***

Gilberto Silva não está bem. Não foi expulso ontem por detalhe. Foi aí que achei que o Parreira cometeu seu erro. Na eminência da expulsão de Gilberto, porque não ter colocado Juninho no seu lugar? Tá bom. Eu sei que vão dizer que ele não foi expulso e que teve grande chance de gol de cabeça no final. Mas poderia ter acontecido e a antecipação é quesito básico para todo grande treinador.

***

Quarenta minutos de sono a menos agüentando conversa mole do Galvão é demais para uma 4ª feira a noite para qualquer assalariado brasileiro. Maldito apagão!

Um agradecimento

Para gerar polêmica: obrigado, Rivaldo, por sua aposentadoria.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
01/04/2004 - 11:13

Compartilhe: Twitter

Jogãããããão, hein?

por Mauricio Teixeira

Deu um pouco de sono

***

Tá bom.. tá bom. Deu muuuito sono!!

***

A parte boa é que foi o ataque de craques, o trio genial que deixou a desejar. Menos mal. Para eles, dois ou três jogos juntos. Mais meia dúzia de treinos – uma hora acerta! Nem que seja em junho de 2006 – que é quando interessa de verdade.

***

Pelo menos a zaga, que é o nosso calcanhar de Aquiles (ou calcanhar de Roque Junior) ficou bem postada. Até na cabeça ganhou (Aleluia!) Eu sei que é polêmico… mas eu gosto do Lucio. Só precisa jogar sério como ontem.

***

Sobre o tridente fantástico. Eu acho que quem tem que vir buscar mais o jogo é o Ronaldinho. O primeiro passe depois do Gilberto Silva ou Renato tem que chegar nele. Dele, para Kaká, Ronaldo, Roberto ou Cafu. Foi o que aconteceu no segundo tempo.

***

De qualquer forma, difícil avaliar assim. Num jogo tão devagar quase parando.

***

Até o Galvão tava meio fora de ritmo. Jururu, pra dizer uma palavra que gosto tanto.

***

Mas, como eu sou um brasileiro orgulhoso, só tenho uma coisa a dizer aos argentinos, que nos provocam na capa do Diário Olé de hoje, dizendo inclusive que vão ganhar do campeão no Mineirão:

PEN TA CAM PE ÃO!!!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo