Publicidade

Publicidade
15/12/2003 - 03:13

Compartilhe: Twitter

Apagar das luzes

por Carlos Sperandio Jr

Senti tristeza como há muito não sentia. Ao escutar os últimos momentos de São Paulo e Flamengo por volta das 20 horas da noite de hoje, tive aquela sensação de quando lhe tiram seu brinquedo favorito. Acabou o campeonato brasileiro de 2003.

Agora o Cruzeiro três dígitos, o Santos envolvente e o calvário gremista são apenas lembranças. O que dizer das goleadas de 7, o que esperar para ver nos horários de almoço, o que jogar na loteca? Quando reverei as belas defesas, os lances de tabelinha um-dois, os contra-ataques mortais, os gols?

O vazio cresce e permanece até meados de janeiro. Nada como um campeonato belíssimo, vitorioso e coerente. Só assim para arrumar mais um motivo além da nossa seleção para torcemos pelo futebol comandado pela CBF.

Alguns, infelizmente, pagaram o pato. O campeonato é assim. Uns riem, outros choram. Bahia e Fortaleza devem juntar os cacos e encarar o purgatório.

E não me esqueço de agradecer pelo código do torcedor. Deixar de ser um número descartável e enfim virar gente contou muito nesse ano de mudanças.

A lição maior, no entanto, ficou para sempre: futebol é coisa séria e quando tratado com respeito, todo mundo ganha. Que a fórmula do sucesso seja nunca esquecida!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo