Publicidade

Publicidade

Arquivo de dezembro, 2003

31/12/2003 - 12:59

Compartilhe: Twitter

Que em 2004…

por Maurício Teixeira

1 – Seu time ganhe um título

2 – 1º ou 2 de junho, data de Brasil x Argentina pelas Eliminatórias, seja o dia mais feliz do ano

3 – A seleção olímpica leve o sonhado ouro

4 – Nossas estrelas não sejam vendidas tão cedo

5 – Em sendo, que o futebol brasileiro continue a revelar fenômenos

6 – Os pontos corridos sejam mantidos e consolidados

7 – Os dirigentes ponderem que a Copa do Brasil não pode ser punida com a ausência dos times classificados para a Libertadores (simplesmente os 5 melhores do país)

8 – As Espns consigam renovar seus contratos todos com o Campeonato Espanhol, Italiano, Alemão e Inglês

9 – O estatuto do torcedor seja respeitado

10 – Os ingressos não aumentem

mais uma vez… conto com seus votos para um próspero e novo ano de bola

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
27/12/2003 - 11:48

Compartilhe: Twitter

Valeu a pena em 2003

por Maurício Teixeira

1 – Qualquer um dos golaços do Alex

2 – O título sub-17 contra a Espanha

3 – O título sub-20 contra a Espanha

4 – Os bravos classificados para a Libertadores

5 – A recuperação de Robinho

6 – A recuperação de Narciso

7 – A recuperação do Goiás

8 – O campeonato de pontos corridos

9 – A partida Manchester United 4 x 3 Real Madrid, de virada, no primeiro semestre – com três gols do Ronaldo

10 – Toda e qualquer partida do Real Madrid com Zidane, Ronaldo, Roberto Carlos, Beckham, Raul e Figo (nesta ordem)

11 – O Fenômeno de mídia e bola que é Ronaldinho Gaúcho no Barcelona

12 – A consolidação de Kaká

13 – A homenagem do São Paulo a Telê

14 – O novo Internacional e suas jovens feras

15 – A compreensão para com Rivaldo

16 – A temporada de Palmeiras e Botafogo

17 – O estatuto do torcedor

Enfim… muitas coisas… sinta-se a vontade para escrever sobre o que eu esqueci…

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
19/12/2003 - 12:52

Compartilhe: Twitter

Ronaldinho Gaúcho: recordes e retorno certo

por Mauricio Teixeira

Ronaldinho já tinha batido todos os recordes de vendas de camiseta. In loco, constatei que a cada 10 camisas oficiais do Barcelona nesta temporada, 9 têm o número 10 e o nome do dentuço nas costas (eu mesmo tenho a minha…). Nesta quinta, porém, outro recorde. Fãs do futebol brasileiro, não cortem os pulsos! Mas o Barcelona vendeu 108.929 ingressos antecipados para a temporada toda. A soma bateu a temporada de 1986, que teve um sócio a menos.

Sabe o que isso quer dizer? Que mesmo que o Barcelona não esteja bem no campeonato, não queira saber de jogo ou qualquer outra coisa, o majestoso Nou Camp terá, no mínimo, 108.929 pagantes por partida. Com o mesmo time medíocre do ano passado, o comparecimento em massa da torcida Barça tem apenas e tão somente um responsável. Ele mesmo, claro.

Barcelona respira Ronaldinho Gaúcho. O jornal Mundo Deportivo, Barcelonista ao extremo, dia sim, dia também, coloca ele na capa. Na televisão, só dá ele. O mais legal, pelo menos até agora, é que ele tem respondido à altura. É bom de marketing, devolve o investimento com sobra nas cifras e também em campo. Gols importantes e não importantes e muita liderança. E olha que com Kluivert, Puyol, Luis Enrique e mais um bando de cabeças-de-bagre não é nada fácil…

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
17/12/2003 - 18:53

Compartilhe: Twitter

‘Presentes’ e ‘futuros’

Que bela foto para não passar em branco!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
16/12/2003 - 18:04

Compartilhe: Twitter

Os mais mais do Brasileirão – Parte 1

por Mauricio Teixeira

A leitora Thalita pediu e o blogdebola não pode negar. Site de todas as torcidas como é, precisa falar do Coritiba. O Coxa fez grande campanha no Brasileirão 2003, a exemplo de 2002. Poderia ter feito ainda melhor caso o Tcheco resolvesse abrir mão dos ‘meia dúzia’ de dólares a mais que foi receber num túmulo qualquer da Arábia.

Mesmo morando em São Paulo, tive a chance de ir ao Couto Pereira ver a partida final do Coxa contra o Criciúma. Mais especial ainda. Fui muito bem acompanhado de vários amigos, meu pai e um mito da torcida alviverde: o craque Aladim, titular durante 11 anos do clube. Uma bela festa. Mesmo com o time limitado, os mais de 35 mil torcedores empurraram a equipe. Viram a despedida de Lima e Bonamigo, a raça incansável de Jackson, as bicudas de Odvan e a liderança de Reginaldo Nascimento (fez o Bandeirinha voltar um pênalti e tudo).

Passado o momento de euforia: uma coisa é certa. Para sobreviver na Libertadores, o Coritiba tem muito o que fazer. Por enquanto tem apenas goleiro, lateral-esquerdo, centroavante e raça. Falta inspiração. Sem Lima e Tcheco, precisa urgente de um ou dois articuladores, de uma zaga mais firme e de opções nas laterais.

De parabéns, o time, a torcida e a diretoria pela organização que encontrei no Couto Pereira depois de mais de 20 anos de banheiros imundos…

ps. o Internacional está na parte 2 qualquer dia desses – aguardem!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
15/12/2003 - 03:13

Compartilhe: Twitter

Apagar das luzes

por Carlos Sperandio Jr

Senti tristeza como há muito não sentia. Ao escutar os últimos momentos de São Paulo e Flamengo por volta das 20 horas da noite de hoje, tive aquela sensação de quando lhe tiram seu brinquedo favorito. Acabou o campeonato brasileiro de 2003.

Agora o Cruzeiro três dígitos, o Santos envolvente e o calvário gremista são apenas lembranças. O que dizer das goleadas de 7, o que esperar para ver nos horários de almoço, o que jogar na loteca? Quando reverei as belas defesas, os lances de tabelinha um-dois, os contra-ataques mortais, os gols?

O vazio cresce e permanece até meados de janeiro. Nada como um campeonato belíssimo, vitorioso e coerente. Só assim para arrumar mais um motivo além da nossa seleção para torcemos pelo futebol comandado pela CBF.

Alguns, infelizmente, pagaram o pato. O campeonato é assim. Uns riem, outros choram. Bahia e Fortaleza devem juntar os cacos e encarar o purgatório.

E não me esqueço de agradecer pelo código do torcedor. Deixar de ser um número descartável e enfim virar gente contou muito nesse ano de mudanças.

A lição maior, no entanto, ficou para sempre: futebol é coisa séria e quando tratado com respeito, todo mundo ganha. Que a fórmula do sucesso seja nunca esquecida!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
12/12/2003 - 16:18

Compartilhe: Twitter

Brasil 2014 – EUA candidato

por Maurício Teixeira

O mundo da bola dá umas voltas engraçadas. Um menino craque, que nasceu em Gana, foi morar ainda criança nos Estados Unidos. Pouco tempo depois, o moleque, devidamente naturalizado norte-americano, é tido como a grande promessa do futebol. Se fosse no Brasil seria apenas e tão somente mais um novo Pelé… um Robinho da vida.

Nos Estados Unidos, no entanto, isso toma proporções inimagináveis. Freddy Adu, que nasceu em 1989 (isso mesmo), vem recusando convites de times como Manchester United e Inter de Milão há uns 2 anos. Este ano, porém, a pressão aumentou e a Major League Soccer, a liga de futebol americana, resolveu ela mesmo comprar o menino. Aos 14 anos, com um contrato milionário com a nike e outro com a liga, Adu será draftado a um dos times da liga profissional no próximo dia 16 de janeiro.

A verdade é que seus 14 anos, seus contratos milionários, sua semelhança física com Pelé e a habilidade que tem com a bola já fizeram do garoto uma celebridade. O público dos Estados Unidos, tão reticente em relação ao futebol, não perde uma boa história de sucesso. Se o futebol não pegou por lá quando foi forçado com Pelé e Beckenbauer, com um Tiger Woods deste porte, vai ser moleza.

E a seleção norte-americana, vamos combinar, já não é mais tão fraca assim. As quartas-de-final em 2002 não me deixam mentir. Com a melhor defesa do mundo, o time precisa muito pouco para ser ainda mais competitivo. Talvez Adu seja o ‘homem’, talvez seja apenas um exagero, mas a verdade é que podemos esperar que mais um time chato vai surgir por aí!

ps1: se me perguntarem, eu já vi Adu jogar. Tanto pelo mundial sub-17 quanto pelo sub-20. O garoto realmente é craque. Mas, à primeira vista, parece um dos nossos. Muito cedo para fazer qualquer diagnóstico

ps2: caso essa minha teoria maluca e caótica se concretize, um consolo: eles já não são tão bons assim em basquete como antes!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
09/12/2003 - 19:39

Compartilhe: Twitter

Mundial de Tóquio

por Mauricio Teixeira

A reta final do Brasileirão está cheia de graça por causa do rebaixamento e também da Libertadores, que pode levar seu vencedor para o Japão. Em meio a isso, passa quase despercebida para os brasileiros a final do Mundial de Tóquio, que acontece neste domingo, às 7h15 da matina, entre Boca Juniors e Milan.

Como o blog de bola não esquece de grandes jogos em potencial, resolvi ir atrás da história recente do mundial. Na própria página oficial do Torneio (chamado Toyota European South America Cup), encontrei um arquivo de ouro. De 1981 para cá, todos os gols dos campeões, incluindo pinturas como o de Renato Gaúcho em 1983 pelo Grêmio, o de Raí em 1992 pelo São Paulo, o de Raúl, pelo Real Madrid, em 1998 e, na minha opinião, o mais genial que foi o de Platini em 1985 pela Juventus. Enfim, estão todos lá, até o de Ronaldo ano passado. Entre, assista e relaxe.

Neste link, clique em history para ver os gols

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
07/12/2003 - 18:41

Compartilhe: Twitter

Cá e lá

por Mauricio Teixeira

Sobre o Brasileirão

1 – A pintura de Alex… que jogador, que fase!

2 – A força do Grêmio, apesar de tudo.

3 – Um triste deserto chamado Maracanã

4 – O atrapalhado e contundido árbitro de Fortaleza x Coritiba

Sobre Barça x Real

1 – Não foi um grande jogo

2 – O Barcelona sem o seu Ronaldo é um timinho de quinta categoria

3 – Roberto Carlos foi o nome do jogo

4 – No seu gol, detalhe para a ‘tabelinha’ de Zidane e Beckham, um em cada linha lateral. Do francês para o inglês, de volta ao francês. De gogó a gogó. Valeu o clássico.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
05/12/2003 - 11:52

Compartilhe: Twitter

Baixos e Altos

por Mauricio Teixeira

Digno de lamentar:

1 – O torcedor brasileiro em geral aplaudir mais jogador que vai expulso em briga do que jogador que faz gol. Vide Jean, Rico, Luis Fabiano e 35 mil são-paulinos na quarta.

2 – Ainda no Morumbi, mais precisamente na Cativa, fui humilhado por um policial da PM mal preparado, que provavelmente me confundiu com algum membro do PCC e não me agrediu com o cacetete por muito pouco. Motivo? Nenhum…

3 – O Ronaldinho Gaúcho estar vetado pelo departamento médico para o clássico deste sábado entre Barcelona x Real Madrid

Digno de comemorar:

1 – Barcelona x Real Madrid, no Nou Camp, neste sábado às 18h30, só na Espn Internacional

2 – A bela briga este final de semana em busca da Libertadores, da Copa Sul-Americana e da Primeira Divisão em 2004

3 – Iarley e mais 10. Leia a boa matéria do Pietro para o iG, com o camisa 10 sensação do Boca Juniors – o cearense Iarley, ex-Paysandu. O link está aqui

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo