Publicidade

Publicidade

Arquivo de novembro, 2003

27/11/2003 - 21:20

Compartilhe: Twitter

Loteca Matadora

Por Carlos Sperandio Jr

Nosso público já sabe que somos aficcionados pela loteca. Jogamos toda semana. Até já virou questão de honra acertar os 14 jogos, nem que seja apelando para apostas cada vez mais altas. O problema consiste na falta de coragem em colocar muito dinheiro no jogo. Por isso estamos sempre convidando nossos amigos a entrar no bolão.

Este final de semana tem a última rodada da série B. Ou seja, será a última vez que teremos os 14 jogos do Brasileiro na escala. E como o campeonato encontra-se cada vez mais definido, parece ser a hora certa de fazer uma mega-aposta.

Pensei nos 6 triplos, R$ 364,50. Quem vai comigo?

* Em negrito o meu jogo*

Jogo 1: Internacional x Flamengo
Jogo 2: Goiás x Santos
Jogo 3: Juventude x Atlético-MG
Jogo 4: Palmeiras x Botafogo
Jogo 5: Ponte Preta x São Paulo
Jogo 6: Criciúma x Grêmio
Jogo 7: Cruzeiro x Paysandu
Jogo 8: Marília x Sport
Jogo 9: Vasco x Figueirense
Jogo 10: Atlético-PR x Guarani
Jogo 11: Fortaleza x Paraná
Jogo 12: Vitória x Coritiba
Jogo 13: Fluminense x São Caetano
Jogo 14: Corinthians x Bahia

Aguardo os parabéns na segunda-feira. :-)

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
26/11/2003 - 16:58

Compartilhe: Twitter

Salve o Galo ou no Blog de Bola tem promoção

por Mauricio Teixeira

Pessoal, a correria está grande. Mas é bom ter amigos que salvam o dia. Não é provocação para os campeões brasileiros do Cruzeiro, mas a verdade é que transcrevo aqui os dois primeiros parágrafos da resenha do livro “Raça e Amor – A História do Atlético Mineiro Vista da Arquibancada”, do torcedor e jornalista Ricardo Galuppo. A resenha é do meu grande amigo Daélcio de Freitas, jornalista, sociólogo e boleiro. Não deixe de clicar no link para concorrer a alguns exemplares do livro.

A saga do Clube Atlético Mineiro vista da arquibancada

por Daelcio de Freitas

Um dos vários primos atleticanos fanáticos que tenho sempre me diz que o Galo não tem um time à altura de sua torcida. Exageros de torcedor à parte, ele tem certa razão. Afinal, em seus 23 anos de vida atleticana, o rapaz praticamente só viu seu time conquistar títulos em Minas Gerais e deixar escapar vários nacionais. Entretanto sabe o que ele faz quando tem jogo do Atlético? Larga tudo e vai para o estádio.

Quem ler o livro “Raça e Amor. A saga do Clube Atlético Mineiro vista da arquibancada”, sexto livro da série Camisa 13, escrito pelo jornalista Ricardo Galuppo, vai entender por que um time com tão poucos títulos no cenário nacional desperta esse tipo de paixão.

Clique aqui para ler a resenha inteira

E aqui para concorrer aos livros

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
20/11/2003 - 23:37

Compartilhe: Twitter

BRA 3
URU 3

por Carlos Sperandio Jr

Fala sério. Quem esperava por um jogo desse? O placar reflete exatamente o que foi a partida: duas defesas medíocres sendo bombardeadas por um ataque brasileiro brilhante na criação e incompetente na finalização e por um sortudo ataque uruguaio.

Seleção continua sendo sinônimo de badalação. Curitiba simplesmente parou. E olha que o público de corpo presente no estádio foi bem aquém do esperado (pela FPF e CBF, porque era óbvio que o preço espantaria o grosso). Foram 22 mil no total, sendo que 5 mil entraram na faixa. Salve a politicagem.

Logo no início da transmissão, que foi aberta no último minuto para cá, o Galvão já deu mostras que anda lendo o que o blogdebola escreve. Concordou com o fato de que o Pinheirão é obsoleto. Uma das poucas coisas coerentes que vi/escutei ontem.

No mais, vi o que cada um de vocês que me lêem viram: um jogo de ataques, sob uma iluminação precária, cheio de alternativas.

Uma pena que o Uruguai tenha tido mais sorte e mais técnico. Cada vez mais tenho saudades dos erros do Scolari. Se for para testar, que se teste a defesa! Até tu, Gilberto Silva???

Ficou aquela sensação estranha de deja vu. Até quando teremos que engolir o Parreira?!?!?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
19/11/2003 - 20:01

Compartilhe: Twitter

Aposte aqui!

por Maurício Teixeira

O Rivaldo disse que pode esperar que vem surpresa em dezembro, quando reabre o mercado europeu. No Milan, ele não fica, claro. O destino mais óbvio é o futebol inglês, sobretudo o endinheirado Chelsea ou o desesperado Leeds United. Eu já ouvi coisas como Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro e São Paulo também. Minha aposta (e torcida) é Barcelona. Voltar sem Van Gaal, com Ronaldinho, era um fim de carreira muito digno para o craque da Copa de 2002. Deixe nos comentários o seu palpite para onde ele vai!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
18/11/2003 - 17:36

Compartilhe: Twitter

Brasil x Peru

por Carlos Sperandio Jr

Enumerar o que incomodou durante o jogo da seleção contra o Peru foi fácil. Vejam se vocês concordam comigo:

– O Galvão;

– Os chutões do Lúcio que rebatem nos atacantes do adversário e armam o contra-ataque;

– A incrível falta de sorte do Kaká naquele chute logo no 1º minuto (Maurício, aquele até eu fazia);

– Escutar milhares de peruanos chamando alguém que deu (dá) uns pegas na Fernanda Lima de “galhudo”;

– O “sai que é sua, Dida” soando como se fosse “sai que é sua, Taffarel”;

– A insistência em armar uma equipe retranqueira para sustentar três grandes atacantes (sem volantes que saibam armar esse esquema é furado e é por isso que o Kléberson faz falta);

– O troca-troca do Parreira ser sempre seis por meia-dúzia;

– A perda da liderança para a Argentina.

Amanhã a seleção joga aqui em Curitiba. Por absoluta falta de tesão de gastar 60 pilas para ir até o Pinheirão (que é, para quem não conhece a cidade, apenas o nosso 3º estádio, apanhando feio para a Arena da Baixada e para o Couto Pereira), ficarei sem registro digital do jogo. Teremos mais uma vez que contar com o “servicinho” da Reuters. …risos…

Quanto ao jogo em si, eu acredito em vitória. Mesmo que o Parreira erre nas trocas. Mesmo com um só treino entre os dois jogos.

Palpite? Três a um.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
17/11/2003 - 12:43

Compartilhe: Twitter

Ratificando

por Maurício Teixeira

Eu postei aqui esses dias que o Brasil era sensacional pois não chegava a se ressentir de perdas como Roberto Carlos e Ronaldinho Gaúcho. Pois eu retiro o que disse. E incluo Kleberson na jogada. No fundo, no fundo, o time titular brasileiro está desfalcado dos três e mesmo Kaká sendo o destaque do jogo ao lado de Rivaldo, o Júnior não comprometendo tanto quanto o Emerson, a falta que os três fazem no conjunto, no esquema, e mesmo individualmente é muito grande. E confesso que, como Parreira, não acho que Renato já possa ser o titular. Enfim, saudades do conjunto do penta, da genialidade (de costas e de frente para o gol) de Ronaldinho, do incansável apoio pela esquerda do RC e também das ligações rápidas e sem chutão do Kleberson.

A verdade é que temos 3 seleções excelentes (principal, sub-23 e sub-20), mas apenas um time titular de confiança do Parreira (e meu também) para jogos de Eliminatória.

Os ingleses não sabem driblar

Mudando de assunto e assoprando depois de bater, dêem uma lida nesta matéria da ESPN. É incrível mas eles consideram que o grande culpado pela falta de projeção internacional maior do futebol inglês é que os ingleses não sabem driblar. Eles citam que Ronaldinho Gaúcho, Cristiano Ronaldo, Del Piero e outros craques fazem a diferença pois tentam um drible quando qualquer inglês tocaria a bola. É curioso ver outros pontos de vista, já que aqui nosso problema é quase sempre o contrário. Leia aqui

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
14/11/2003 - 13:07

Compartilhe: Twitter

Carta Capital

por Maurício Teixeira

A Carta Capital está totalmente boleira nesta edição. A matéria de capa é a briga e a dança das cadeiras entre os jornalistas esportivos do alto escalão. Basicamente os Jucas Kfouris x os Miltons Neves. Ou seja, os contra o merchandising x os a favor. Os jornalistas preocupados em não misturar as coisas x os vendedores de sapato. A falha da matéria é apenas ser paulista demais e esquecer das mesas redondas do Rio de Janeiro, Minas, RS, Bahia e Paraná. Afinal, ‘Fernandos Gomes’ são belos cases e o merchandising é ainda mais declarado fora dos grandes centros.

Neste link, tem um bom pedaço da reportagem, com algumas entrevistas para quem se interessar.

ps. Verdade tem que ser dita. O Dr. Tostão, nessa história toda, acaba dando um banho de ética.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
11/11/2003 - 11:13

Compartilhe: Twitter

Esquadrões inusitados

por Mauricio Teixeira

Numa conversa destas de corredor de empresa, surgiram algumas discussões sobre equipes que surpreenderam e levaram títulos importantes. Alguns malucos por futebol escalam de cabeça times inacreditáveis. Resolvi colocar aqui então o time da Inter de Limeira, primeiro do interior a vencer o Paulistão, em 1986, contra o Palmeiras na final. Lembram?

O time da Inter de Limeira era formado por: Silas; João Luís, Juarez, Bolivar e Pecos; Manguinha, Gilberto Costa e João Batista; Tato, Kita e Lê.
Atenção para o técnico, por favor: Pepe.

Campanha da Inter de Limeira: 42 jogos, 21 vitórias, 14 empates, 7 derrotas, 59 gols pró, 33 gols contra.

ps. Só pra constar um follow up, o time foi rebaixado para a séria A-2 do Paulista em 2004.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
10/11/2003 - 11:13

Compartilhe: Twitter

O Cruzeiro merece

por Mauricio Teixeira

1 – Não é fácil segurar a onda e sobreviver a uma série de 6 vitórias de seu principal rival. O Cruzeiro ganhou as últimas quatro (ainda que três delas apertado) e mostrou que não perdeu o fôlego. O Santos vêm numa sequência incrível de seis belas vitórias, encantando novamente, diminuiu a vantagem mas tudo indica que não será suficiente. Enfim, um belo final de campeonato.

2 – A seleção brasileira de futebol é realmente abençoada pelos deuses do futebol. Roberto Carlos está machucado pela primeira vez na sua história. A notícia não assusta muito Parreira, afinal temos Junior, Leandro, Serginho, Kleber, Fabiano, Leo… e assim vai. Ronaldinho Gaúcho também foi cortado. Esse, então, tem Kaká, Diego, Alex e quantos mais para manter quase o mesmo nível… Agora, pergunta para o torcedor do Real Madrid o que foi jogar sem Roberto Carlos ontem pelo espanhol. O time sofreu uma goleada por 4 x 1. E o Barcelona, então, sem o Gaúcho, vira um timinho com t minúsculo.

3 – Aliás, semana da seleção. Pode não ser justo, mas até que é gostoso ter que disputar as Eliminatórias de novo, vai?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
05/11/2003 - 18:51

Compartilhe: Twitter

Dez rápidas perguntas que não querem calar nesta reta final de Brasileirão

por Carlos Sperandio Jr

1- O quê que o Cuca tem?

2- A vitória sobre o Vasco no Rio será suficiente para acabar com a fase deprê do Inter?

3- Seis pontos em sete rodadas, é possível o Cruzeiro morrer (de novo) na praia (santista)?

4- Coritiba e Atlético Mineiro ainda são candidatos a Libertadores?

5- Afinal, o que será a Sul-Americana?

6- A arbitragem foi polêmica durante todo o campeonato ou fomos nós que só começamos a percebê-la agora?

7- De que sabor será a pizza do caso Romário, o Tyson das Laranjeiras? Não vale responder de frango…

8- Se pudessem, os dirigentes do Coritiba voltariam atrás do caso Tcheco?

9- O Grêmio já pode mesmo ser considerado o rebaixado da vez?

10- A diretoria do Blog de Bola ganhará na esportiva?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo