Publicidade

Publicidade

Arquivo de outubro, 2003

30/10/2003 - 20:12

Compartilhe: Twitter

Canos fumegantes

por Maurício Teixeira

O Xubaca é uma lenda urbana do centro-sul brasileiro. O homem que aprecia o futebol inglês desde os primórdios da humanidade, muito antes de virar moda e muito antes ainda do Beckham ter nascido. Pois foi ele quem me mandou uma inacreditável foto do ator Vinnie Jones (60 Segundos, Mean Machine, Snatch, Jogos, Trapaças & 2 Canos Fumegantes, etc) vestindo a camisa da seleção do País de Gales. Precisava compartilhar isso com todos os leitores deste blog. Afinal, minha ignorância era total no assunto. Pesquisei um pouco mais e descobri que a biografia dele inclui várias pancadas, polêmicas, apresentação de programas na TV e até uma coluna para o jornal sensacionalista The Sun enquanto ainda era jogador.

Posição
Meia

Pela seleção:

– Vinny nunca venceu em todos os nove jogos que jogou pela seleção. Destaque para a goleada de 7 a 1 que sofreram perante à Holanda. Jogou 177 partidas pela Liga e marcou 12 gols pelo modesto Wimbledon entre 1992-1998

ps. Valeu, Sílvio

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
28/10/2003 - 18:32

Compartilhe: Twitter

Placar de novembro

por Maurício Teixeira

Pessoal, a revista Placar de novembro já está nas bancas. Para variar, impecável. Aliás, é quase uma obrigação da comunidade boleira brasileira ler a nossa única revista de futebol decente, com mais de 30 anos na praça. Sempre digo que no Japão, que tem o futebol como 3º ou 4º esporte, cuja J-League vai de mal a pior, tem mais de 5 publicações especializadas. Sem contar França, Espanha, Itália, Inglaterra, Estados Unidos. Todos dão de goleada no verdadeiro país do futebol.

Entre as pérolas da edição, uma entrevista com Vampeta; uma matéria muito legal sobre como o presidente Lula usa do futebol em suas metáforas e discursos; o drama do coração do Washington; e mais, o outro lado de Kaká, Marcos, Aristizabal e Christian. Tudo sob o atento jeito diferente de olhar da revista.

momento ego: como não poderia deixar de falar, a minha matéria sobre o treino do Real Madrid, que muitos já leram aqui em primeira mão, está lá na revista também, ilustrada com belas fotos do Diário Marca da Espanha.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
27/10/2003 - 13:33

Compartilhe: Twitter

Golaço do Zidane

Como bem me antecipou o amigo e leitor deste bliG Arthur R2, o campeonato espanhol está de volta à televisão! Mais uns pontos para a Espn, que está dominando o pedaço. Como batismo, a pintura de gol de Zidane, depois do cruzamento de Ronaldo. Aliás, não viu? Veja aqui que golaço!

Agradecemos também a passagem por aqui de todos os companheiros blogueiros e vamos retribuir às visitas assim que possível.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
23/10/2003 - 18:44

Compartilhe: Twitter

Rápidas

1 – Quarta-feira foi minha primeira vez no Anacleto Campanela. Estádio bem simpático, estacionei na frente da bilheteria, uma delícia. O jogo, São Caetano 2 x 0 Coritiba, não foi dos melhores. Mas valeu a experiência. O que eu mais gostei é que o Anacleto, ainda mais vazio, tem aquele ar de pelada de amigos. No bom sentido, claro. O alambrado muito perto do campo permite você escutar o diálogos dos jogadores, ouvir todos os gritos dos torcedores, o trabalho dos técnicos. Você sente verdadeiramente o clima da partida.

2 – Legal campeonato de pontos corridos, não?

3 – Pessoal. Façam suas apostas para o final de semana. Que rodada!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
20/10/2003 - 19:17

Compartilhe: Twitter

A ficha caiu!

por Maurício Teixeira

1 – Pessoal, o blog de bola (só a diretoria) perdeu na loteria esportiva por causa de dois jogos: Cruzeiro x Juventude e Palmeiras x Sport. Os dois líderes das duas divisões… Estamos ou não perdoados??? Por favor.. precisamos de motivação. Cartas, emails e posts para levantar nosso moral. Em tempo: ganhamos R$ 10,89 de consolação.

2 – A disputa pelo título poderia até ficar mais apertada a partir de agora. É perfeitamente possível, e provável, que o Cruzeiro perca do Inter nesta quarta. Difícil será para os rivais manter o ritmo. Mesmo que os mineiros percam do Colorado quarta e empatem com o Figueirense no Mineirão no final de semana, de onde vai tirar forças o Santos para bater o Bahia na Fonte Nova e o Coxa no Couto Pereira? E o Coritiba, será que vence o Azulão na quarta? Realmente a vantagem do Luxa é considerável…

3 – Me desculpa a maioria… Mas não é o Ricardinho que atrapalha o São Paulo. Ao contrário. Do goleiro ao técnico, passando pela torcida, ninguém colabora. Queimar nosso meia é ter menos chances ainda na Libertadores. Só não esqueçam de que ele, como eu ou você no seu trabalho, precisa de um time, de um esquema e de clima favorável.

4 – Que golaços os dois primeiros do Paraná Clube no Inter. O segundo, de pé em pé, uma pintura.

5 – Por último, temos que tirar o chapéu para a Espn Brasil. Campeonato Alemão, Italiano e Inglês no mesmo dia. Tudo ao vivo. É pra boleiro nenhum botar defeito. Só falta mesmo o Espanhol, que promete ser o melhor de todos e simplesmente parou de ser transmitido tanto pela Brasil quanto pela Internacional.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
15/10/2003 - 18:20

Compartilhe: Twitter

Na trave!

Nossa Copa de 98 bateu na trave. Perdemos na final. Mas em matéria de comerciais (talvez por isso) nossa seleção foi imbatível. Por falar nisso, olha só o que caiu no meu inbox esses dias. A sensacional propaganda da nike com o time no aeroporto. Em vídeo. É só clicar abaixo e ver…

COMERCIAL DA NIKE NO AEROPORTO

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
14/10/2003 - 20:30

Compartilhe: Twitter

A Queiróz, o que é de Queiróz

por Mauricio Teixeira

Lendo sobre o treino do Real Madrid no diário Marca na Internet nesta terça, acredito que o técnico Carlos Queiróz encontrou a melhor forma de escalar os Galácticos. Desde a chegada de Beckham e a saída de Makelele, ficou a famosa dúvida de como formar o time.

Apesar do Real não estar indo mal, a primeira aposta de Queiróz, na minha opinião, foi errada. Ou pelo menos não a mais acertada. Ele manteve um volante de marcação (Cambiasso) e recuou o Zidane. Colocou o Beckham como o meia-direita aberto e deslocou o Figo para o lado esquerdo. Enfim, mexeu no time inteiro para encaixar o inglês recém-chegado.

Acho até simpático. Assim Beckham, que estava chegando num novo país, nova torcida, novo jeito de jogar, poderia adaptar-se o mais rápido possível. Mas o bom moço inglês já está para lá de adaptado e caiu nas graças de Madri.

Queiróz, então, formou o time do ano passado nesta terça. Voltou o Zidane para a meia-esquerda, onde ‘sua majestade’ rende ainda mais e faz tanto Roberto Carlos quanto Ronaldo renderem muito mais também. Colocou Figo de volta à direita. Lá, ser um driblador mais individualista como ele, tem mais sentido já que o apoiador é o Michel Salgado, sem grandes qualidades no apoio.

A Beckham, o que é de Beckham. Um jogador mais raçudo, bom marcador, com liderança, que pode fazer uma ligação direta entre a defesa e o meio e ataque. Ao lado dele, e para dar mais segurança, Queiróz levou o zagueirão Helguera para a posição de volante, com Raul Bravo formando a zaga com Pavón. É uma interessente variação entre um time de 4-1-3-2 e outro de 3-3-2-2 (ambos inventados agora). Afinal, Cambiasso sobrava um pouco. Pois com tantos craques do meio para a frente, dificilmente sua presença na armação de jogadas se fazia importante.

Pode ser que eu esteja enganado. Mas acho que se o técnico portuga acertar com esta formação, não tem para ninguém. E olha que ninguém, nem Ronaldo, nem Zidane, nem Beckham, tem mais responsabilidade do que o homem nesta história.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
13/10/2003 - 15:21

Compartilhe: Twitter

Recados do final de semana

por Maurício Teixeira

1 – De calcanhar é f…

2 – Inter: clássico é clássico

3 – Coxa: clássico é clássico

4 – Atlético Mineiro: pq nem sempre clássico é clássico?

5 – Fluminense: ainda bem que o Dimba não jogou

6 – Da pelada da seleção brasileira uma coisa valeu o ingresso: o quase gol do Ronaldo dentro da pequena área. Que drible!

7 – Luis Fabiano: o saco que estourou foi o nosso!

8 – Sócio: nem depois de vitória no atletiba?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
09/10/2003 - 19:22

Compartilhe: Twitter

Bateu, tomou!

por Mauricio Teixeira

Em janeiro 1998 (blogueiros mais jovens, não se assustem), a seleção da Jamaica fazia uma espécie de pré-temporada no Brasil para encarar a primeira Copa do Mundo de sua história. Lá se vão quase 6 anos.

Não lembro de todos os amistosos que fizeram, mas do Coritiba, do Flamengo e do Corinthians eles perderam. Na época, eu tinha acabado de mudar para São Paulo e fazia o Curso Abril de Jornalismo na revista Placar. Quando os jamaicanos chegaram, ganhei a bela missão de fazer uma matéria com os Reggae Boys.

O primeiro de tudo foi estudar quem era o craque do time. Entre os que estavam na excursão, um nome me foi soprado pela então comissão técnica brasileira: Theodore Whitmore.

Entrevistei o rapaz e seu inacreditável inglês jamaicano incompreensível num hotel em São Paulo. Simpático. Em campo, mais tarde, durante a Copa, descobri que as referências do Renê Simões eram corretas. Um excelente meia, que até hoje carrega o time jamaicano nas costas.

O mais legal do Whitmore, no entanto, foi o que acabou virando o grande ‘tchan’ da matéria. Ele começou a carreira no time de um hotel em Kingston. De manhã, treinava e, de tarde e à noite, era barman. Isso mesmo. Servia drinks e coquetéis para a clientela abastada do resort. Sabia fazer até caipirinha.

Entre um copinho e outro, no entanto, Whitmore foi se destacando até chegar na seleção jamaicana e no futebol europeu.

Em tempo: Whitmore, que joga na Escócia, está confirmadíssimo com sua camisa 11 para o amistoso contra a seleção brasileira neste domingo.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
08/10/2003 - 14:11

Compartilhe: Twitter

Corinthians na BBC

Nosso guardião da imprensa internacional, o soccer fever, no seu post desta quarta-feira recomenda um artigo da BBC de Londres sobre a dança dos técnicos no Brasileirão e a chegada de Rivelino e Júnior no Corinthians. É ótimo para sentir nossa ‘moral’ por lá. Leia o artigo (em inglês) aqui

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo