Publicidade

Publicidade
04/07/2003 - 11:31

Compartilhe: Twitter

The Hulk – Seria o Peixe Verde?!?

por Carlos Sperandio Jr

Tenho uma queda por psicologia. O comportamento humano, além de ser apaixonante e desconhecido, é sobretudo poderoso. Como tudo o que não se conhece, o inexplicável acaba se tornando mágico.

E, pensando bem, por que não moldar a realidade para torná-la mais aprazível?

A derrota do Santos na final da Libertadores demonstrou a necessidade de tal poder. Diretamente relacionados ao psique de cada jogador e ao pensamento do grupo, além é claro da bruxaria coletiva, enumero o que foi decisivo no Morumbi nesta 4ª feira última.

1- A força de concentração argentina;
2- O medo da responsabilidade dos santistas;
3- O complexo “tenho que ser um grande técnico” vivido pelo Leão;
4- A certeza de ser um grande técnico de Carlos Bianchi;
5- A pressão sobre Robinho para jogar sempre se comparando ao Rei;
6- O pensamento “sou selecionável” do zagueirão Alex.
7- A ansiedade coletiva criada pela imprensa com o clima de que tudo seria igual a 1963;
8- A inoperância do futebol brasileiro frente a uma arbitragem nível FIFA;
9- A inoperância do futebol brasileiro frente a duas linhas de 4 zagueiros;
10- O azar inconsciente do meu sócio de blog de nunca ter visto o Brasil levar uma Libertadores ao vivo;
11- A falta de sorte de jogar a 1ª fora de casa e a 2ª também;
12- O jogo não ter sido em uma sexta-feira sombria de agosto;
13- Os itens enumerados serem 13 ….

Por essas e outras que não acredito em bruxas, apenas no que elas representam no futebol. Só posso concluir com um maiúsculo SORTE QUE NÃO SOU SANTISTA!

[]´s

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo