Publicidade

Publicidade
24/06/2003 - 17:17

Compartilhe: Twitter

Calma, gazelas!

por Mauricio Teixeira

A nossa seleção até que era boa em talentos individuais. Não dá pra negar. Mas, impossível também esquecer que era reserva. Ou nem isso. Talvez um terceiro time reforçado de Lucio, Kleberson (reforços?), Dida e Ronaldinho. Então, por quê o drama de ser eliminado pela Turquia, o terceiro melhor time da Copa do Mundo passada?

Podem me chamar de otimista, cego, patriota bobo, etc. Mas não me conformo muito com este sentimento de ‘vergonha’, ‘papelão’ e os infindáveis adjetivos que os cronistas, narradores e comentaristas adoram chamar a seleção a cada derrotinha em qualquer amistoso caça-níqueis.

Será que não se lembram que quando foi para valer mesmo, nos últimos 12 anos, disputamos as Eliminatórias, classificamos e ainda chegamos na final de todas as últimas três copas, levando duas? Por favor, alguém me aponte algum bom motivo para a seleção manter a invencibilidade contra times africanos em competições oficiais.

Alguém pode, gentilmente, me dizer que grande fiasco é esse ser eliminado na primeira fase (como se tivessem várias outras) pela primeira vez desde a Copa de 1966? Aquilo sim deve ter sido um fiasco (com Pelé, Garrincha e tudo). E perdemos para Portugal cujo grande feito na história das Copas, com todo o respeito aos lusitanos e a Eusébio, foi ser terceiro colocado daquele Mundial também (igual à Turquia, ora pois!).

O Parreira já viveu outra graaaaande ‘vergonha’ do futebol brasileiro que foi perder uma partida das Eliminatórias pela primeira vez. Hahaha. Faz até rir. Só aliviou a barra do Felipão e do Luxa, que perderam várias depois. Perdeu da Bolívia e depois foi lá vencer a Copa de 94.

Ou seja. Pessoal, menos!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo